Warning: date() [function.date]: It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected 'America/Sao_Paulo' for 'BRT/-3.0/no DST' instead in /home/metsul/public_html/secoes/visualiza.php on line 120
Porto Alegre, 24.07.2014
 

Warning: date() [function.date]: It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected 'America/Sao_Paulo' for 'BRT/-3.0/no DST' instead in /home/metsul/public_html/secoes/visualiza.php on line 185
Cientistas enxergam relação entre mudanças no clima e terremotos

 Os alertas sobre ondas de calor, furacões intensos e elevação dos oceanos não foram suficientes ? Que tal erupções vulcânicas no Ártico ou tsunamis na costa do Canadá ? A última ciência a ingressar no acalorado e polêmico debate sobre o aquecimento global é a Geologia. E os prognósticos de alguns especialistas são um tanto dramáticos. Não apenas a Terra deve tremer como cuspir fogo, segundo eles. Um número importante de geólogos está sustentando que o derretimento das calotas polares como consequência da elevação da temperatura planetária deve provocar um aumento na pressão sobre a crosta terrestre, causando eventos geológicos extremos como terremotos, maremotos e erupções vulcânicas.

"O peso do gelo exerce um enorme peso e estresse sob a crosta e de algua forma inibe os terremotos, mas se o gelo derreter mais terremotos devem ocorrer. É o mesmo que espremer uma bola de futebol. Ao retirar o peso, ela retornará a sua forma orginal". As explicações são do geólogo Patrick Wu da Universidade de Alberta. Wu afirma que o derretimento do gelo no Ártico já vem provocando um número maior de tremores na região e deslizamentos subterrâneos, mas que não estão merecendo maior atenção. O pesquisador afirma que as mudanças climáticas devem trazer "muitos terremotos". Quando os glaciares derretem, a água causa uma elevação no nível dos oceanos e aumenta a pressão sobre o fundo do mar, o que também poderia trazer consequências para as placas tectônicas muito abaixo da superfície. A crosta terrestre, dizem os especialistas, é mais sensível do que muitos imaginam. Há casos muito bem documentados de represas produzindo terremotos devido ao peso da água acumulada nos reservatórios.

 Allan Glazner, um expert em vulcões da Universidade da Carolina do Norte, afirma que inicialmente estava incrédulo, mas afirma ter encontrado evidências da relação entre o clima e atividade vulcânica na costa da Califórnia. "Quando fui à biblioteca e pesquisei vi que em muitos lugares ao redor do planeta há uma conexão climática com a sismologia, especialmente no Mediterrâneo", explicou. Contudo, nenhum especialista encontrou ligação entre o clima e o devastador tsunami de dezembro de 2004. "Em todo o mundo existem cada vez mais evidêncuas que as mudanças no clima mundial podem afetar a frequência de terremotos, erupções culcânicas e deslizamentos catastróficos no fundo do mar", afirmou o geólogo britânico Bill McGuire na revista New Scientist. "Não apenas ocorreu diversas vezes ao longo da história assim como está se verificando novamente", complementou o professor do University College em Londres. Já Glazner afirma que o maior impacto se dá nas áreas que perderam gelo ao contrário de toda base do oceano. "Se o glaciar derrete, a água vai para o mar e se distribui em toda a superfície do ano, podendo adicionar um milímetro para o mar, mas onde houve o derretimento se tirou um quilômetro de gelo do local onde havia o glaciar", sustentou o professor norte-americano.


Alexandre Amaral de Aguiar - 16/07/2006 00:01:45
 
desenvolvido por Virtuacomm Soluções Internet