Warning: date() [function.date]: It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected 'America/Sao_Paulo' for 'BRT/-3.0/no DST' instead in /home/metsul/public_html/secoes/visualiza.php on line 120
Porto Alegre, 01.10.2014
 

Warning: date() [function.date]: It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected 'America/Sao_Paulo' for 'BRT/-3.0/no DST' instead in /home/metsul/public_html/secoes/visualiza.php on line 185
NOAA também revisa previsão de furacões para 2006

  

A temporada de furacões no Oceano Atlântico em 2006 será um pouco menos ativa que o previsto originalmente, anunciou nesta feira o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos. Ainda assim a previsão do órgão governamental de Meteorologia dos Estados Unidos é de uma temporada mais ativa que a média. Agora a previsão do NOAA aponta entre 12 e 15 tempestades com sete a nove furacões. Três ou quatro desses furacões poderão atingir grandes proporções, com ventos sustentados de pelo menos 170 km/h. Os meteorologistas do NOAA haviam feito uma primeira previsão para a temporada em maio, afirmando que poderiam se formar de 13 a 16 tempestades, de oito a 10 furacões, sendo de quatro a seis de grandes proporções. Até o momento, houve três tempestades tropicais e nenhum furacão, mas a fase mais ativa da estação costuma ser de agosto a outubro.

Os meteorologistas aconselham os moradores de regiões costeiras a não baixar a guarda. "Evitar a perda de vidas e reduzir o prejuízo econômico dos furacões é uma responsabilidade de todos", disse Max Mayfield, diretor do National Hurricane Center. Os meteorologistas, que assim como os especialistas da Universidade do Colorado rebaixaram sua previsão de número de tempestades, afirma que a temperatura do oceano no Caribe está menos quente que em 2005. Outro fator apontado é a maior divergência vertical (vertical shear) de vento na região neste ano.


Alexandre Amaral de Aguiar - 09/08/2006 02:20:05
 
desenvolvido por Virtuacomm Soluções Internet