Warning: date() [function.date]: It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected 'America/Sao_Paulo' for 'BRST/-2.0/DST' instead in /home/metsul/public_html/secoes/visualiza.php on line 120
Porto Alegre, 31.10.2014
 

Warning: date() [function.date]: It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected 'America/Sao_Paulo' for 'BRST/-2.0/DST' instead in /home/metsul/public_html/secoes/visualiza.php on line 185
Sequência de imagens de radar mostra a força do temporal em Erechim

Imagens do radar meteorológico Doppler do Instituto Tecnológico Simepar do Paraná, localizado no município paranaense de Teixeira Soares, registraram a célula de tempestade que no final da tarde desta sexta-feira (02/03) atingiu a cidade de Erechim com saldo trágico. Duas pessoas morreram em consequência da chuva com intensidade extrema que atingiu a localidade do norte gaúcho. Alda Ribeiro, 50 anos, morreu afogada depois que a água invadiu a sua casa. A outra vítima, Avacir de Oliveira, também de 50 anos, foi arrastado pela correnteza e teve o seu corpo encontrado embaixo de uma ponte sobre o Rio Tigre. Dados do pluviômetro mantido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil em Erechim indicaram que em apenas vinte minutos choveu 90 milímetros no local, o que caracteriza chuva com intensidade extrema com uma taxa de precipitação impressionante de 270 milímetros por hora. A célula de tempestade que afetou o município gaúcho foi tão intensa que foi captada pelo radar do Simepar localizado cerca de 350 quilômetros ao norte. Às cinco da tarde, inúmeras áreas de mau tempo, algumas muito intensas, atingiam especialmente os estados de Santa Catarina e do Paraná. No norte do Rio Grande do Sul, o núcleo mais intenso de instabilidade identificado pelo radar se concentrava justamente na região dos municípios de Erechim e Sananduva.

  

As imagens de radar mostram o comportamento da instabilidade e a evolução da tempestade que atingiu Erechim e região. Às cinco da tarde duas potentes células de instabilidade eram mostrada na região, sendo uma ao sul de Erechim e outra a noroeste de Sananduva. Dez minutos depois, às cinco e dez da tarde, as duas células se fundiram para formar uma só com a formação de uma linha de tempestade entre o leste de Erechim e o noroeste da cidade de Sananduva. A imagem seguinte, das cinco e vinte da tarde, mostrou uma grande intensificação da linha de tormenta entre os dois municípios com elevado nível de refletividade no radar. Entre cinco e meia e cinco e quarenta da tarde a instabilidade mais intensa afeta a área urbana de Erechim, especialmente a parte mais leste da cidade. Faltando dez minutos para as seis horas, a instabilidade perde força, mas mesmo assim mantém-se a chuva intensa na região. Veja a sequência de imagens do radar Doppler do Simepar, com intervalo de dez minutos, entre 17:00 e 17:50 deste 2 de março de 2007.

As condições atmosféricas eram muito favoráveis ao registro de tempo severo na região e a MetSul Meteorologia havia emitido diversos alertas de tempo severo com risco de enxurradas, vendavais e granizo para o Rio Grande do Sul, tendo reforçado o alerta para o norte gaúcho três horas antes da tempestade atingir Erechim.

A MetSul Meteorologia agradece a cessão de imagens pelo Instituto Tecnológico Simepar e, especialmente, a colaboração dos profissionais meteorologistas Cézar Gonçalves Duquia e Sheila Paz pela seleção e organização das imagens.


Luiz Fernando Nachtigall - 03/03/2007 07:38:54
 
desenvolvido por Virtuacomm Soluções Internet