Porto Alegre, quarta-feira, 01.10.2014
 
 
 
   
Rio Uruguai tem cheia após chuva superior a 300 mm no Noroeste
Por: Outubro, 01-10-2014 | 07:35 | Categoria:
 
 
 
 
 

Diversas cidades do Noroeste e Norte do Rio Grande do Sul tiveram uma terça-feira de muitos transtornos e estragos devido à força da chuva que em poucas horas ficou entre 150 mm e 200 mm em alguns pontos. Cidades como Santa Rosa e Porto Xavier tinham mais de 300 mm acumulados entre o domingo e ontem, e voltou a ter chuva forte à noite. São dois meses de precipitação em três dias. Com tanta água, rios e arroios saíram do leito. O solo saturado favoreceu deslizamentos. Choveu excessivamente ainda em cidades do Oeste e do Centro do Estado. A instabilidade perde muita força durante o dia de hoje, entretanto os problemas podem aumentar nesta primeira semana de outubro mesmo com tempo bom. Isso porque o grande volume de água precipitado no Oeste de Santa Catarina e no Noroeste e Norte do Rio Grande do Sul deve provocar a contínua elevação do Rio Uruguai e uma provável cheia com enchente em cidades da Fronteira Oeste do Estado no decorrer dos próximos dias. A MetSul Meteorologia vinha alertando reiteradamente desde a semana passada para uma provável cheia do Uruguai que ontem já estava subindo rapidamente no Noroeste e que deverá se elevar ainda mais hoje e também amanhã.


Chuva superior a 200 mm em poucas horas inundou vários pontos da cidade de Santa Rosa – Rede Globo/Reprodução


Ônibus de linha no interior de Santo Cristo foi arrastado pela correnteza do Rio Amandaú – Prefeitura Municipal


Precipitação intensa superior a 300 mm em três dias alagou várias cidades do Médio Uruguai – Folha do Noroeste

Se os rios ainda devem subir no Oeste no restante da semana, a boa notícia é que haverá uma melhora do tempo que já começa hoje. Nesta quarta ainda chove na Metade Norte, mas o tempo apresenta melhoria pelo Oeste e o Sul que vai se estender à maior parte do Estado até o fim do dia com registro de vento. Nesta quinta, o sol aparece com nuvens no Rio Grande do Sul, mas pontos do Leste podem ter chuva isolada. Na sexta e no sábado, o sol predomina no Estado. O que deve chamar a atenção no restante da semana será o vento moderado com rajadas fortes do quadrante Leste, muito típico da primavera, sobretudo durante horas da tarde e do começo da noite. A temperatura continua agradável no Rio Grande do Sul.

0
 
 
   
Chuva forte hoje na Metade Norte agravará prejuízos na região
Por: Setembro, 30-09-2014 | 02:02 | Categoria:
 
 
 
 
 

Choveu muito entre domingo e ontem em pontos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná. No Oeste de Santa Catarina, algumas cidades acumularam quase 200 mm. Os rios da região subiram muito e colocavam várias comunidades em alerta. Barragem chegou a transbordar. No Paraná, a chuva intensa agravou o problema das inundações que afetam diversas cidades. Já no Noroeste e no Norte do Rio Grande do Sul, a chuva superou a marca de 100 mm em municípios do Médio e Alto Uruguai. Crissiumal teve vários pontos de alagamentos, o que se repetiu em outras cidades como Horizontina. Em Humaitá, dez bovinos de três propriedades rurais foram arrastados pelas águas. Pontes ficaram submersas pelo Rio Água Fria, em Miraguaí, e pelo Rio Turvo, nas divisas entre Três Passos e Tenente Portela e de Três Passos e Miraguaí. Em Miraguaí, duas pontes Uma casa foi completamente consumida por incêndio no domingo em Barra do Guarita. Informações dão conta de que um raio pode ter provocado o fogo. Moradores disseram ter escutando um estrondo antes de perceberem as chamas na casa.



Incêndio pode ter sido provocado por raio em temporal em Barra do Guarita - Djalmo Anzorena/Portela Online



Ponte no rio Turvo ficou bloqueada com galhos e troncos de árvores após chuva intensa - Três Passos Online



Pontos de Crissiumal sofreram com alagamentos após chuva acima de 100 mm – Clecio Ruver/Crissiumal Online

A instabilidade associada a uma área de baixa pressão toma conta do Rio Grande do Sul nesta terça e chove em todas regiões gaúchas no decorrer do dia. A MetSul alerta para o alto risco de chuva forte com elevados volumes, especialmente em cidades do Centro e da Metade Norte do Estado, o que pode trazer transtornos como alagamentos e rápida elevação de rios, arroios e córregos em que em alguns pontos podem transbordar. Porto Alegre e região metropolitana estão na área de risco. Há possibilidade de trovoadas com a chuva. A temperatura, em razão da instabilidade, pouco varia. O vento soprará moderado com chance de rajadas em alguns momentos. Na quarta-feira, as primeiras horas do dia terão ainda chuva na Metade Norte que pode ser localmente forte, mas o tempo abre pelo Oeste e o Sul e melhora na maioria das regiões até o final do dia. O vento sopra moderado com algumas rajadas no decorrer da quarta. Na quinta e na sexta-feira o sol predomina no Estado, porém o vento terá rajadas do quadrante Leste, especialmente em horas da tarde e do começo da noite com marcas amenas.

0
 
 
   
Alerta de virada de mês com muita chuva no Rio Grande do Sul
Por: Setembro, 28-09-2014 | 10:26 | Categoria:
 
 
 
 
 

A MetSul Meteorologia vem alertando que esta virada de mês deve ser de muita chuva em parte do Rio Grande do Sul e reforça sua advertência. A maior preocupação está concentrada na Metade Norte do Estado. Os volumes de chuva nesta primeira metade da semana devem ser muitos altos do Centro para o Norte gaúcho com precipitações por vezes fortes, inclusive aqui na nossa região metropolitana. Pontos do Oeste do Estado também podem ter grandes volumes de chuva até quarta-feira. O padrão de forte instabilidade tem início hoje com nuvens de desenvolvimento vertical que se formam, trazendo chuva localmente forte e ainda temporais isolados de raios e granizo a partir do interior gaúcho. Já chove durante a manhã de hoje no Oeste e pontos do Norte, esperando-se que a instabilidade alcance a maioria das regiões até o final do dia.


Perspectiva de chuva volumosa exige atenção nesta semana com rios aqui no Estado – Diego da Rosa/GES/Arquivo

A instabilidade persistirá amanhã, na terça e ainda durante parte da quarta-feira, apesar de períodos com melhoria. Os acumulados de chuva em algumas áreas da Metade Norte podem superar 150/200 mm com marcas localmente até superiores, ou seja, acumulados acima da média de um mês todo em apenas três dias. Índices de instabilidade atmosférica elevados sugerem ainda risco médio a alto de registro de temporais isolados de vento e granizo no Rio Grande do Sul entre hoje e terça-feira. Alguns podem provocar transtornos. Por isso, a MetSul Meteorologia adverte para quadro potencial de rápida elevação nos níveis de rios que cruzam o Centro e o Norte do Estado. Rios que cortam os vales, como Sinos, Caí, Paranhana e Taquari, exigirão atenção. Em Porto Alegre e na região metropolitana, conforme a maioria dos dados, a chuva mais forte e volumosa ocorreria no final deste domingo e/ou na primeira metade desta segunda-feira e, em num segundo momento, na terça e no começo da quarta-feira. A possibilidade de alagamentos em áreas urbanas da nossa região não pode ser afastada.

0
 
 
   
Temporais e alerta de muita chuva e cheias de rios no Sul do Brasil
Por: Setembro, 26-09-2014 | 07:16 | Categoria:
 
 
 
 
 

O deslocamento de uma frente fria alimentada por ar quente de origem tropical de Norte trouxe muito granizo ontem (25) para o Centro da Argentina e o Uruguai. No território uruguaio, o sistema provocou temporais com grandes nuvens de desenvolvimento vertical e queda de granizo em diferentes pontos do país. As pedras de gelo tiveram até tamanho médio em alguns bairros de Montevidéu e cidades próximas, chegando o gelo mesmo a acumular (fotos remetidas por nossos leitores uruguais @Nandor_tw, @martucho14, Pablo Salamano, @alicia_twi, Ana Fernandez, Pancho Ladra e também Adriana Goday).


O avanço de uma linha de instabilidade de Oeste para Leste seguida da frente fria que se deslocou do Uruguai trouxe chuva e temporais com raios e granizo para várias cidades do Rio Grande do Sul entre o meio da tarde de ontem e a madrugada desta sexta-feira. Choveu forte a intensamente em algumas cidades. A área de Nova Bassano, por exemplo, teve mais de 70 mm e caíram ao redor de 60 mm em Teutônia, no Vale do Taquari. Já aqui na região de Porto Alegre, a precipitação somou em torno de 20 mm a 25 mm, conforme o ponto de observação. Marca da instabilidade foi a presença de raios, que foram clicados por nossos leitores Caio Tranini em Campo Bom, Rodrigo Giacomet em Dois Irmãos e Marcelo Ribeiro em São Gabriel.


O ramo frontal com atividade atua neste momento no Paraná e Santa Catarina ante o rápido deslocamento do sistema e o sol aparece com nuvens na maioria das regiões gaúchas nesta sexta-feira. Maior nebulosidade ainda em pontos da Metade Norte gaúcha e não se descarta chuva em áreas próximas da divisa com Santa Catarina. Neste final de semana, o sol aparece com nuvens no Estado e a temperatura se eleva mais no domingo, quando da tarde para a noite deve voltar a chover com risco de temporais isolados, apesar de que no começo do sábado ainda pode ter instabilidade maios ao Norte do território gaúcho. Entre segunda e quarta deve chover em várias regiões com os maiores volumes na Metade Norte, especialmente na terça.


A MetSul Meteorologia reforça o alerta que até a metade da próxima semana podem ser esperados volumes muito altos a extremos de chuva na Metade Norte gaúcha, em Santa Catarina e no Paraná. O Oeste e o Meio-Oeste catarinense e o Paraná, além do Noroeste e do Norte gaúcho, são as áreas de maior risco. Os acumulados de hoje até quarta-feira da semana que vem devem atingir marcas de 150 a 200 mm com volumes pontuais de 300 mm ou mais. O mapa (imagem acima) traz a projeção de chuva do modelo norte-americano GFS/NCEP/NOAA para os próximos sete dias no Sul do Brasil. Os transtornos à população podem ser importantes em algumas destas áreas, especialmente com deslizamentos de terra, quedas de barreiras, inundações e cheias de rios. Rios e córregos devem experimentar uma forte elevação por altos volumes em curtos períodos. Aqui no Estado, rio que exigirá muita atenção é o Uruguai pelos volumes na média/alta bacia (áreas do Médio e Alto Uruguai).

0
 
 
   
Tempestade elétrica no Noroeste do Rio Grande do Sul
Por: Setembro, 24-09-2014 | 11:50 | Categoria:
 
 
 
 
 

A chegada de uma frente fria ao Rio Grande do Sul na última noite trouxe temporais isolados de vento e granizo, além de muitos raios para o Oeste e o Noroeste do Estado. Em Três de Maio, no Noroeste gaúcho, o aficionado por Meteorologia e fotografia meteorológica Ricardo Bourscheid fez belos registros das descargas elétricas na região na hora da virada do tempo.

0
 
 
   
Nuvem rolo sobre o Rio da Prata traz belas imagens em Montevidéu
Por: Setembro, 24-09-2014 | 09:40 | Categoria:
 
 
 
 
 

Uma grande nuvem rolo em baixa altitude sobre o Rio da Prata espantou e surpreendeu muitos moradores de Montevidéu, capital do Uruguai, na manhã ensolarada de ontem (23) na cidade. A nuvem não trouxe conseqüências para a cidade, mas proporcionou belas imagens que nos foram enviadas via Twitter e Facebook por nossos amigos leitores uruguaios (fotos de Antonio Bilhoto, Ricardo Cordero, Gabriel Olaso Arbiza, Luis Gutierrez, Rodrigo Carrere, Damian Bolla e também @leotolve).


O que ocorreu em Montevidéu foi uma nuvem rolo (nube rodillo em Espanhol), mas que é conhecida mundialmente como Morning Glory ou Glória da Manhã. De que se trata? É uma nuvem em forma de rolo que pode atingir extensões de centenas de quilômetros com largura, em regra, de um a dois quilômetros. A crença é que se formam por gradiente (diferença) de vento e umidade nos diferentes níveis de altitude. À medida que avança o dia com a presença do sol e aquecimento, tende a se dissipar. A nuvem de ontem sobre o Rio da Prata chegou a ser captada em imagem de satélite em alta resolução da NASA.


Este tipo de nuvem rolo foi vista mais recentemente aqui no Brasil em Vitória, no Espírito Santo, no começo do mês passado. Diferentemente de Montevidéu, a nuvem associada a uma frente fria trouxe vento forte com alguns danos na capital capixaba no dia 5 de agosto. Houve casos de destelhamentos, quedas de árvores e um avião teve que arremeter por baixa visibilidade.

0
 
 
   
Tromba d'água é filmada na costa de Cidreira
Por: Setembro, 22-09-2014 | 20:14 | Categoria:
 
 
 
 
 

Uma tromba d’água (tornado que se forma a água) foi registrada em vídeo na praia de Cidreira no final da tarde do domingo. O funil estava associado a uma nuvem de desenvolvimento vertical provocada pela circulação de um centro de baixa pressão na costa, a mesma razão para o tornado entre Capão do Leão e Pedro Osório na véspera. O vídeo é de Manoel Felipe Ramos.


As nuvens carregadas de desenvolvimento vertical na costa no domingo foram induzidas pela circulação de área de baixa pressão no Atlântico, junto à costa gaúcha. A vorticidade presente na atmosfera era maior por conta da proximidade do centro de baixa, fator que colaborou para a formação tanto do tornado no sábado no Sul gaúcho como a tromba do domingo.

0
 
 
   
Tornado e uma morte por raio no Sul do Estado no feriado farroupilha
Por: Setembro, 21-09-2014 | 02:13 | Categoria:
 
 
 
 
 

Um tornado ocorreu no fim da tarde deste sábado (20) entre os municípios de Pedro Osório e Capão do Leão, no Sul gaúcho. O fenômeno foi registrado em fotos por Rodrigo Giacomet, diretor da emissora parceira da MetSul Rádio ABC/Grupo Editorial Sinos, de Novo Hamburgo. Segundo Giacomet, que trafegava pela BR-116, o fenômeno foi rápido e foi possível ver o funil de vento levantando terra e poeira do chão, indicando que a coluna rotatória de ar tocou a superfície, configurando o tornado.


As nuvens carregadas que provocaram o tornado ainda trouxeram granizo para o Sul do Rio Grande do Sul. Áreas de instabilidade atuaram numa pequena área do Sul do Estado na região entre a cidade de Pelotas e a Serra do Sudeste. Em São Lourenço do Sul houve queda de granizo, inclusive com uma pequena acumulação em gramados da cidade. Caiu granizo também em pontos de Pelotas. Giacomet descreveu que cerca de quinze minutos antes de presenciar o tornado trafegava na BR-116 com tempo ensolarado, mas já podiam ser avistadas nuvens carregadas e de desenvolvimento vertical no horizonte. Logo depois, o jornalista encontrou as nuvens cumuliformes de grande desenvolvimento que trouxeram o granizo e o tornado.


O que aconteceu? Inicialmente, era virtualmente impossível para não dizer impossível prever que se formaria um tornado . O Rio Grande do Sul não experimentava um quadro de tempo severo. Ao contrário, na hora do evento tornádico no Sul do Estado, quase todo o território gaúcho tinha tempo aberto e ensolarado, como se vê na imagem de satélite abaixo do Serviço Nacional de Meteorologia da Argentina. O que se deu foi a formação de nuvens de grande desenvolvimento vertical, do tipo Torres Cumulus (TCu) e Cumulunimbus (Cb) numa área bastante limitada na região de Pelotas. O radar meteorológico de Canguçu da FAB mostrava núcleos com elevados valores de refletividade na área, indicando instabilidade forte (ver abaixo).


Estas nuvens carregadas de desenvolvimento vertical foram induzidas pela circulação de área de baixa pressão nada profunda de 1008 hPa no Atlântico, junto à costa gaúcha. Havia indicativo na previsão de chuva isolada na região justamente em razão deste fator, O avanço de ar mais frio impulsionado pela baixa (análise abaixo de modelo das 12Z do dia 20/9) acabou por estimular a formação de nuvens carregadas naquela área. O gradiente de temperatura era importante. Às 16h fazia 23ºC no Aeroporto de Pelotas e 15ºC no Chuí. Mas há outro fator. A vorticidade presente na atmosfera era maior por conta da proximidade do centro de baixa pressão, fator que nos parece ter sido determinante para a gênese do tornado no Sul gaúcho.


As áreas de instabilidade que trouxeram o tornado foram responsáveis por provocar uma morte na região. Um jovem de 17 anos morreu ao ser atingido por um raio no município de Cerrito. Ele estava na praça central da cidade quando foi fulminado pela descarga. Não há relatos de estragos na área afetada pelo mau tempo. Tornados no Rio Grande do Sul não são fato recente e estão documentados ao longo de décadas. Setembro tem histórico do fenômeno, como no evento de 2008 em Tabaí.

0
 
 
   
Alerta - Muita chuva em parte do Sul do Brasil hoje e amanhã
Por: Setembro, 18-09-2014 | 10:12 | Categoria:
 
 
 
 
 

Grande parte do Rio Grande do Sul começa a quinta com tempo seco, apesar de um considerável aumento da nebulosidade. Fortes áreas de instabilidade avançam da Argentina para o Sul do Brasil e vão atuar no decorrer do dia principalmente no Norte gaúcho, Santa Catarina e parte do Paraná. Já chove no Noroeste do Estado, como em Três de Maio (foto abaixo). Do Centro para o Sul gaúcho, mesmo com muitas nuvens e até algumas aberturas de sol em determinados pontos, o tempo seco irá predominar na maior parte desta quinta. A chuva hoje tende a se concentrar no Noroeste, Missões, Planalto Médio, Alto e Médio Uruguai, e nos Aparados da Serra. No final dia outras áreas do território gaúcho podem registrar precipitação isolada.


A MetSul Meteorologia alerta que entre esta quinta e sexta-feira pode chover forte entre o Norte/Noroeste do Rio Grande do Sul e o Centro, Sudoeste e Sul do Paraná, incluindo Santa Catarina. Os acumulados podem ficar entre 100 mm e 200 mm em algumas cidades com risco de súbita subida de rios e córregos, além de alagamentos em áreas urbanas e perigo de queda de barreiras e deslizamentos de terra. Os modelos, em geral, concentram os maiores volumes no Noroeste/Norte do Rio Grande do Sul, Oeste de Santa Catarina e o Sudoeste do Paraná. Caso do modelo GFS do NCEP/NOAA/Estados Unidos (mapa abaixo).

Amanhã, sexta-feira, a instabilidade deve ser mais generalizada. O Estado terá um dia de muitas nuvens e vai chover na maioria das regiões no decorrer do período. Podem ocorrer intervalos de melhoria. No sábado, o sol aparece com nuvens na maioria das regiões, mas pontos principalmente do Centro, Nordeste e Leste do Estado ainda podem registrar precipitação passageira. No domingo, o sol aparece na maior parte do Rio Grande do Sul, mas ainda são esperados períodos de maior nebulosidade no Leste e Nordeste gaúcho com chance de instabilidade isolada e passageira. A temperatura seguirá agradável.

0
 
 
 
Siga-nos
GIF Games -
300x250
160x600_22a28jan_POA_GRU
ARQUIVOS
GIF 300x250 - Chuteiras
CATEGORIAS
 
Virtuacomm, criando a certeza de um bom negócio.