Porto Alegre, sábado, 20.12.2014
 
 
 
   
Alerta - Preocupante cenário de chuva intensa e tempestades severas
Por: Dezembro, 19-12-2014 | 09:28 | Categoria:
 
 
 
 
 

A MetSul Meteorologia alerta para a possibilidade de um importante episódio de tempo severo no Rio Grande do Sul neste fim de semana. Instabilidade muito forte que atingirá também o Uruguai e o Centro-Norte da Argentina deve trazer chuva muito volumosa e temporais com prováveis transtornos. O sol aparece com nuvens no sábado e faz calor, mas da tarde para a noite ocorrem pancadas de chuva isoladas no Estado típicas de verão e que em setores localizados podem vir com temporal. No Oeste, no final do dia, se formam intensas áreas de instabilidade. O dia que preocupa muito, porém, é o domingo. Frente fria associada a profundo sistema de baixa pressão cruzará pelo Rio Grande do Sul no domingo. É muito alto o potencial de chuva forte a intensa na maioria dos municípios com elevados volumes em intervalos curtos, o que pode trazer alagamentos nas áreas urbanas. Os volumes em algumas cidades podem exceder 100 mm em poucas horas. Há risco de chuva volumosa em Porto Alegre. Devido à chuva forte, as condições de trafegabilidade devem se deteriorar, logo avalie muito viajar domingo.


Além da chuva forte, a MetSul Meteorologia alerta para o alto potencial de temporais com vendavais e granizo. A frente fria estará sendo impulsionada por uma massa de ar frio e alta pressão de forte intensidade para esta época do ano, atípica pela sua força e abrangência no final de dezembro, e que chegará a provocar neve nos Andes. O encontro do ar frio de Sul com o ar quente induzirá uma frente fria muito ativa e intensa. Outro fator que agravará a instabilidade é a atuação de centro de baixa pressão significativo. A pressão atmosférica despenca no sábado e deve cair a valores muito baixos e críticos para instabilidade forte no domingo, podendo chegar a valores entre 996 ou 997 hPa em Porto Alegre e outras cidades gaúchas.


Com o forte contraste térmico entre as massas de ar quente sobre o Brasil e frio vindo de Sul, a pressão extremamente baixa e o rápido deslocamento da frente fria, cresce muito o risco de temporais de vento forte (vendavais) com formação de frentes de rajadas e até supercélulas de tempestade. A presença de corrente de jato em baixos níveis poderá criar ambiente favorável mesmo a fenômenos bastante severos e muito localizados de vento capazes de gerar danos estruturais. O tempo melhora na segunda com ar seco e frio que vai garantir tempo excelente e ameno com noites frias em pleno período de Natal.

0
 
 
   
Tempo melhora e esquenta antes de fim de semana de alto risco
Por: Dezembro, 18-12-2014 | 07:05 | Categoria:
 
 
 
 
 

As últimas horas tiveram muito mais nuvens do que chuva no Rio Grande do Sul. Houve o registro de precipitação, especialmente na Metade Norte, mas com baixos volumes na maioria das localidades onde foi registrada chuva ou garoa. Em Porto Alegre, a quarta foi de céu nublado com tempo abafado. No fim da tarde nuvens mais carregadas provocaram chuva na cidade. A combinação da chuva com os raios de sol no horizonte no entardecer garantiram belas imagens no céu. Foi exatamente na hora em que no estádio Beira-Rio ocorria a cerimônia de inauguração da estátua do ídolo colorado Fernandão. A imagem do arco-íris no céu sobre a estátua do atleta tornou a já belíssima e concorrida cerimônia ainda mais emocionante.


O sol aparece com nuvens no Rio Grande do Sul nesta quinta-feira, mas no começo do dia pontos do Centro, Norte e do Nordeste do Estado ainda devem registrar maior nebulosidade com chuva e garoa isolada. Nestas áreas, a cobertura de nuvens diminui e o sol vai aparecer. O sol predomina amanhã e esquenta. O sábado terá sol e nuvens com calor. Da tarde para a noite ocorrem pancadas de chuva e temporais isolados no Estado, sobretudo na Metade Oeste. A MetSul desde já adverte que o domingo é um dia de alto risco com cenário de tempo severo perigoso com tendência de chuva localmente forte a intensa e muitos temporais no Rio Grande do Sul, alguns potencialmente severos e com risco de trazer danos. Esta situação de tempo severo será detalhada em um boletim amanhã. (Com fotos de Anderson Kblo e Alexandre Corrêa do Internacional)   

0
 
 
   
Chuva é bem-vinda no campo em parte do Rio Grande do Sul
Por: Dezembro, 17-12-2014 | 09:50 | Categoria:
 
 
 
 
 

A chuva abaixo da média desta época do ano em algumas regiões do Rio Grande do Sul, notadamente na Metade Norte, já começa a afetar a agricultura gaúcha. A soja, principal cultura, ainda não teve o encerramento do plantio em Ijuí e região, justamente por falta de umidade no solo. Além disso, em algumas lavouras poderá ser necessário replantio, visto que não houve germinação dos grãos ou a oleagionosa sofre muito com o calor. Outro problema acontece no milho, no momento em formação de grãos. Perdas no rendimento já existem, porém ainda não podem ser dimensionadas. Outros pontos do Noroeste do Estado também já começam a registrar perda de produtividade na cultura de milho. É justamente a região de Ijuí que concentra hoje os menores índices de umidade no solo (ver mapa abaixo). A perspectiva para o restante do mês é de chuva acima da média na Metade Norte, principal áreas produtora de soja e milho no Estado, mas as precipitações seguirão apresentando grande variabilidade de volume de um ponto para o outro.


Na Metade Oeste do Rio Grande do Sul, entretanto, as últimas horas tiveram volumes de chuva generosos em muitos locais. Choveu na maioria das cidades e forte em várias. Os acumulados, em média, variaram ontem entre 25 mm e 50 mm nas estações do Instituto Nacional de Meteorologia, mas houve volumes de 70 mm em São Luiz Gonzaga e São Borja, e de 65 mm em Alegrete. Em São Luiz Gonzaga, a chuva somou 37,6 mm em somente uma hora. O tempo é instável hoje no Estado, mas começa a melhorar amanhã. A perspectiva para o restante do mês é de chuva acima da média na maioria das regiões com acumulados altos em muitos pontos da Metade Norte, principal áreas produtora de soja e milho no Estado. Apesar disso, as precipitações seguirão apresentando uma grande variabilidade de volume de um ponto para o outro. Precipitações localmente excessivas podem ser até prejudiciais ao arroz no Oeste.

0
 
 
   
Tempo segue abafado com previsão de pancadas e novos temporais
Por: Dezembro, 10-12-2014 | 07:54 | Categoria:
 
 
 
 
 

A segunda-feira foi de muito calor no Rio Grande do Sul e escaldante em algumas áreas do Estado. Foi o dia mais quente desde fevereiro em alguns municipios. A temperatura se elevou mais nos vales e na Grande Porto Alegre, onde as máximas ficaram próximas ou acima de 40ºC. Mesmo na Serra o calor foi intenso com marcas superiores a 35ºC em alguns pontos da região. Os termômetros indicaram 40,4ºC em Santa Cruz do Sul, 39,0ºC em Campo Bom, 38,6ºC em Porto Alegre, 38,5ºC em Teutônia, 38,3ºC em São Leopoldo e 38,1ºC em Lajeado. Com o calor atingindo 40ºC em parte do território gaúcho e o ingresso de umidade na atmosfera, o desfecho somente poderia ser um: chuva. Em horas da tarde e da noite da segunda-feira pancadas de chuva típicas de verão atingiram a maioria das regiões do Estado com precipitações localmente fortes e alguns temporais de granizo e ventania intensa. Rajadas ao redor de 100 km/h com granizo, por exemplo, foram observadas na área de Santa Maria. No Vale do Sinos, vendaval causou estragos, sobretudo na rede elétrica. Em Porto Alegre, raios atingiram subestação de energia na Restinga à noite e mais de 100 mil pessoas ficaram sem luz na zona Sul da Capital.


Nuvens muito carregadas cobriram o céu do Vale do Sinos no final da tarde de segunda-feira – Rafael Cabral


Temporal com fortes rajadas de vento provocou estragos segunda-feira na cidade de Novo Hamburgo – Jornal NH

Já a terça-feira foi de sol e nuvens com muita nebulosidade em algumas regiões, como em Porto Alegre. Foi o que impediu um maior aquecimento, caso aqui da Capital e e dos vales. Quando o sol apareceu à tarde, a temperatura disparou e atingiu rapidamente os 33ºC em Porto Alegre e em cidades dos vales. No interior, a combinação de calor e umidade voltou a formar nuvens carregadas que trouxeram pancadas de chuva localizadas típicas de verão, em alguns pontos até de forte intensidade. Até alguns temporais muito isolados foram observados. O corredor de umidade que vem da Amazônia manterá a sua atuação sobre o território gaúcho hoje e no resto da semana, o que vai determinar a manutenção da instabilidade atmosférica. Por isso, pancadas de chuva devem ocorrer todos os dias até sábado no Rio Grande do Sul, mas serão muito irregulares. Chove numa cidade e nada cai em outra próxima. Haverá ainda a atuação de frente fria de escassa atividade que vai reforçar a instabilidade ao interagir com a massa de ar quente e úmido. Pontos isolados seguem com risco de chuva forte e temporais.


Mais pancadas de chuva típicas de verão atingiram a região da Serra Gaúcha na tarde de terça-feira - Josimar Kirch

A massa de ar quente e úmido que se mantém sobre o Rio Grande do Sul define outra vez as condições do tempo hoje. O sol aparece com nuvens na maior parte do Estado, mas com períodos de maior nebulosidade. No decorrer do dia, vão se formar nuvens mais carregadas, sobretudo com o avanço de frente pelo Sul e o Oeste, o que vai reforçar a instabilidade e provocar pancadas de chuva em diversos pontos do Estado. Adverte-se para o risco de chuva localmente forte e prováveis novos temporais, alguns isoladamente fortes, de granizo ou com vendavais. A umidade impede disparada da temperatura, mas o dia será quente e segue abafado. Pancadas de chuva intercaladas com momentos de melhoria se repetem amanhã e na sexta.

0
 
 
   
Tempestade com vento de quase 120 km/h atinge Buenos Aires
Por: Dezembro, 10-12-2014 | 07:20 | Categoria:
 
 
 
 
 

Um violento temporal atingiu a cidade de Buenos Aires na noite de ontem (9), causando estragos na capital argentina. A tempestade  alcançou a capital entre 22h e 23h com chuva torrencial e rajadas de vento violentas que provocaram quedas de árvores, danos em automóveis e a queda de uma grua no porto. Houve apagão na Capital e na área da Grande Buenos Aires.


O metar do Aeroparque, o aeroporto central portenho, registrou rajadas de vento de 63 nós ou 117 km/h. Houve danos em aeronaves na pista que foram atingidas por escadas e veículos de transporte de bagagem que foram arremessadas pelo vento contra os aviões. Segundo a torre, foram registrados danos em dois Boeing e um Embraer que estavam parados no aeroporto.

Imagem do radar meteorológico do aeroporto de Ezeiza do Serviço Meteorológico Nacional (SMN) mostrou a formação de um clássico bow echo (eco em arco) que se formou e avançou para a região da capital argentina. Em Ezeiza, o vento ficou perto de 100 km/h. Neste tipo de formação, o vento costuma ser muito intenso a violento com danos severos em alguns casos.

A tempestade severa em Buenos Aires foi determinada pelo avanço de uma frente fria pela região. Ao encontrar a massa de ar quente e úmida, nuvens de grande desenvolvimento vertical se formaram e se alinharam na forma de uma frente de rajada clássica. Ao se deslocar para Norte, pelo Uruguai, a frente perdeu força. Horas antes da chegada da tempestade, o ponto de orvalho disparou em Buenos Aires e região, sinalizando aumento da umidade e do componente de instabilidade na atmosfera.

0
 
 
   
Semana quente e abafada terá sol e pancadas de chuva no Estado
Por: Dezembro, 08-12-2014 | 09:41 | Categoria:
 
 
 
 
 

O tempo foi maravilhoso no Rio Grande do Sul no fim de semana com céu claro tanto no sábado como no domingo. A absoluta ausência de nebulosidade decorreu de ar muito seco associado a um centro de alta pressão atuando na parte meridional do Brasil. O ar seco favoreceu uma enorme amplitude térmica nos dois dias. No sábado, o amanhecer foi muito frio para dezembro a ponto de São José dos Ausentes ter tido 4,1ºC, possivelmente com geada. Ontem, a tarde foi escaldante no Estado com máximas acima dos 37ºC em Porto Alegre, área metropolitana e outras cidades da região central do Estado. Fez 37,9ºC em Teutônia e 37,7ºC em Porto Alegre e Campo Bom na tarde do domingo. Quem foi à praia, apesar do Nordestão com rajadas de 50 a 60 km/h mais forte no sábado, pôde aproveitar dias lindos de céu azul (foto de Giuliano Vieceli em Atlântida).

O período de tempo seco, porém, chega ao fim hoje. O sol predomina nesta segunda no Rio Grande do Sul, mas ar mais úmido se soma à massa de ar tropical quente, o que causará pancadas isoladas típicas de verão decorrentes do calor intenso da tarde para a noite. Volta a fazer muito calor com máximas de 36ºC a 38ºC. No restante da semana se espera cenário semelhante com períodos de sol e nuvens intercalados com de maior nebulosidade, pancadas de chuva e até temporais isolados, sempre com abafamento. O calor deve ser muito intenso ainda na terça, enfraquecendo nos dias seguintes. O que deve chamar atenção nesta semana serão as noites de temperatura elevada. De hoje até sexta-feira todos os dias têm chance de chuva de verão no Rio Grande do Sul, mas por serem precipitações localizadas a distribuição da chuva será muito irregular com pancadas fortes a intensas de curta duração em setores localizados e pouca chuva em outros pontos. Alguns temporais isolados de vento e granizo não podem ser afastados.  

0
 
 
   
Cresce a possibilidade de episódio tardio de El Niño
Por: Novembro, 17-11-2014 | 23:02 | Categoria:
 
 
 
 
 

Esta será a sexta semana consecutiva em que o Pacífico Central Equatorial apresenta anomalia de temperatura da superfície do mar (TSM) igual ou superior a +0,5ºC, ou seja em patamar de El Niño. Para que se caracterize um episódio de El Niño, entretanto, as anomalias de TSM devem seguir em +0,5ºC ou mais por várias semanas seguidas até atingir, ao menos, três meses, logo a condição oficialmente ainda é de neutralidade (ausência dos fenômenos La Niña e El Niño) neste momento.


A persistência agora do Pacífico Equatorial quente já por um mês e meio e ainda a tendência de manutenção do quadro sugerem a possibilidade de que nas próximas semanas possa ser oficializado um episódio de El Niño. O boletim de ontem do NOAA, o órgão de previsão climática do governo dos Estados Unidos, indicou probabilidade perto de 60% de que o verão nosso se dê com a presença do El Niño. O fenômeno, em regra, traz mais chuva para o Rio Grande do Sul, mas não é garantia por si só de verão chuvoso. O verão de 2005, por exemplo, ocorreu com El Niño e teve estiagem forte. Os clientes da MetSul recebem uma análise completa e detalhada sobre a situação do Pacífico, a sua evolução e quais as prováveis conseqüências.

1
 
 
   
Semana começa com sol e calor no Rio Grande do Sul
Por: Novembro, 10-11-2014 | 06:37 | Categoria:
 
 
 
 
 

Foi um fim de semana luminoso no Rio Grande do Sul com muito sol, tanto no sábadoc como no domingo. As manhãs foram amenas e as tardes quentes. O domingo de clássico Gre-Nal na Arena do Grêmio (foto abaixo de divulgação do Grêmio) teve tempo ensolarado com nuvens esparsas à tarde, na hora da partida. Fez calor com máximas perto de 35ºC no Noroeste do Estado. Outro destaque do fim de semana foi o ar muito seco. Santa Rosa teve apenas 8% de umidade sábado e 11% ontem.  


O sol predomina hoje e amanhã no Estado com calor no período da tarde. As máximas ficam ao redor de 35ºC no Noroeste mais uma vez e superam os 30ºC aqui na região metropolitana. Não se descarta instabilidade, mas qualquer ocorrência de chuva de verão passageira em horas da tarde e do começo da noite. Na quarta-feira, a nebulosidade deverá aumentar no decorrer do dia e pancadas atingem um maior número de localidades, mas o sol chega a aparecer com nuvens. Pontos isolados podem ter pancadas fortes. A temperatura sobe menos, mas com sensação de abafamento. Na quinta, muitas nuvens estarão sobre o Estado e ainda deve chover em diversas regiões, mas ocorrem intervalos de melhoria. Já na sexta-feira, o sol aparece com nuvens, mas pontos do Nordeste gaúcho ainda terão chuva localizada e passageira, mas com melhora do tempo.

0
 
 
   
Tempo melhora após transtornos causados por chuva e vento forte
Por: Novembro, 04-11-2014 | 12:10 | Categoria:
 
 
 
 
 

Frente fria detonou a formação de fortes áreas de instabilidade do Centro para o Sul e o Oeste do Estado com temporais de chuva torrencial e vendavais ontem à tarde. Alegrete teve chuva de 64 mm em apenas duas horas. Em São Gabriel, o temporal veio com vento de 84 km/h e chuva de 45 mm em só duas horas. Caçapava do Sul teve rajadas de 89 km/h. Em Santiago, um dilúvio. Foram 83,4 mm em somente duas horas (35 mm entre 18h e 19h e 48,4 mm entre 19h e 20h). Choveu muito ainda em cidades do Sul do Estado com altos volumes na área de Pelotas e cidades próximas. Em Porto Alegre e região, a chuva chegou forte e com trovoadas ao redor das 21h de ontem (foto abaixo de Fabiano Gutierres). No Vale do Sinos, o vendaval acompanhado de muitos raios às 22h trouxe queda de energia. Houve queda de árvores em Novo Hamburgo (foto abaixo da Rádio ABC 900). Em determinado momento da noite desta segunda-feira havia mais de 60 mil clientes (equivalente a mais de 200 mil pessoas) sem energia no Estado em consequência do temporal. A chuva forte com vento avançou para a Serra e o Litoral Norte no começo da madrugada desta terça-feira, provocando falta de energia em algumas praias da região.


A tarde de hoje ainda tem chuva e garoa em muitos pontos da Metade Norte, entretanto até o fim do dia o tempo firma na maior parte do Estado. Nesta quarta-feira, o sol aparece no Rio Grande do Sul com frio para esta época do ano ao amanhecer e mínimas abaixo de 10ºC em algumas cidades, como da Campanha. Na quinta, o dia começa com tempo bom, mas novas áreas de instabilidade voltarão a se formar e avançam de Oeste, devendo levar chuva para a maioria das regiões até o fim do dia. Na sexta ainda chove em parte do Estado. De quinta para sexta não se pode afastar novamente chuva localmente forte e temporais localizados. No fim de semana e no começo da semana que vem, o sol deverá predominar com marcas agradáveis.

0
 
 
 
Siga-nos
GIF Games -
300x250
160x600_22a28jan_POA_GRU
ARQUIVOS
GIF 300x250 - Chuteiras
CATEGORIAS
 
Virtuacomm, criando a certeza de um bom negócio.