Porto Alegre, segunda-feira, 01.09.2014
 
 
 
   
Chuva retorna ao Estado nesta terça-feira com risco de temporais
Por: Setembro, 01-09-2014 | 10:05 | Categoria:
 
 
 
 
 

O primeiro dia de setembro, mês que marca a transição do inverno para a primavera, é de sol acompanhado de nuvens no Rio Grande do Sul e teve nevoeiro isolado ao amanhecer (foto abaixo de Tiago Brazil). Livramento teve 7,3ºC de mínima. Aquece e a tarde terá marcas agradáveis no Estado. O Oeste e, particularmente, o Noroeste terão marcas mais altas durante a tarde.


A MetSul Meteorologia alerta que o tempo volta a se instabilizar com chuva na maioria das regiões gaúchas ao longo da terça-feira. Ainda na madrugada áreas de instabilidade trazem chuva que pode ser localmente forte com raios e risco de granizo isolado para a Metade Oeste. Durante a terça-feira, a chuva avança para as demais regiões gaúchas e pode ser forte em diversos pontos, além de acompanhada de temporais localizados em que não se pode afastar ou vento forte ou granizo. Devido ao quadro de instabilidade, a temperatura variará menos. A melhora do tempo deve ter início pelo Oeste gaúcho ainda na terça e no decorrer da quarta-feira o sol aparece com nuvens na maioria das regiões com nevoeiro esparso ao amanhecer.

0
 
 
   
Temporais provocam estragos no interior nas últimas horas de agosto
Por: Agosto, 31-08-2014 | 12:43 | Categoria:
 
 
 
 
 

Sempre que chega o fim de agosto, os vizinhos do Uruguai e da Argentina comentam se virá ou não a chamada Tormenta de Santa Rosa. A crença popular é que ao redor do dia 30 de agosto, às vezes alguns dias antes, outras vezes alguns dias depois, a região sofre com temporais. O nome da tempestade está associado à Santa Rosa de Lima. Mas não é sempre que ocorre. Neste ano, os uruguaios e argentinos dizem que a tormenta veio com o ciclone do começo da semana passada que trouxe vento de até 125 km/h para o Rio da Prata com danos na província de Buenos Aires e na costa uruguaia. Pois as últimas horas foram de temporais no Rio Grande do Sul. A nossa ‘Santa Rosa’ de 2014. As condições de tempo severo deixaram estragos.


Final do sábado e madrugada deste domingo tiveram muitos raios na região de Santa Cruz do Sul – Letícia Nogara

Chuva forte e temporais de vento forte e granizo atingiram diversas gaúchas nas últimas horas do sábado e na madrugada deste domingo. Os acumulados de chuva foram elevados em curto período em diversas cidades. Porto Alegre teve apenas na madrugada 41 mm no Centro. No Vale do Sinos choveu também bastante no período com 46 mm em Campo Bom, 50 mm em Novo Hamburgo e Parobé, e 55 mm em São Leopoldo. A chuva na região do Sinos veio acompanhada de grande incidência de raios. Em outros pontos da região metropolitana, os acumulados foram de 40 mm em Eldorado do Sul, 43 mm em São Jerônimo e 51 mm em Nova Santa Rita. Choveu muito ainda em parte da Serra com 57 mm até 9h em Canela e no Vale do Rio Pardo com 49 mm. A região com os maiores volumes até o começo da manhã deste domingo foi a área do Paranhana e da Região das Hortênsias com chuva de 47 mm em Gramado, 57 mm em Canela, 58 mm em Igrejinha e 71 mm em Três Coroas.


Impressionante foto mostra raio atingindo a área urbana de Novo Hamburgo durante o temporal – Rafael Cabral


Raios cortaram o céu da cidade de Ivoti durante grande parte da madrugada deste domingo – Márcio Blume


Área de Candelária, no Vale do Rio Pardo, foi outra a registrar grande incidência de raios – Misael Bandeira Silveira


Em Porto Alegre, as trovoadas iniciaram ainda no fim do sábado e seguiram madrugada adentro – Caio de Santi

São Gabriel teve cerca de cem casas destelhadas pelo vento e granizo no temporal do final da noite de sábado. Restinga Seca, também na região central, registrou diversos estragos devido ao temporal. Na localidade de Rincão dos Martimianos, dezenas de casas foram destruídas, árvores arrancadas e postes caídos devido ao temporal. Servidores da prefeitura e da Nova Palma Energia trabalham para auxiliar as famílias atingidas e restabelecer o fornecimento de energia no município. Em Lomba Alta, também em Restinga, houve queda de postes. Chuva, vento e granizo trouxeram danos ainda para a localidade de Porto Alves, interior de Agudo. Estufa foi destruída com o temporal (foto abaixo de Márcia Muller da Rádio Integração). Em Cerro Chato, interior de Agudo, parte do telhado de uma escola foi arrancado e as folhas de zinco ficaram presas até nas árvores.


O fim de agosto e o começo de setembro tendem a ter aumento do ingresso de ar quente de Norte, o que se torna muito mais frequente ao longo de setembro e outubro, mas como ar frio ainda nos alcança nesta época do ano o resultado do encontro de massas de ar é tempo severo. Setembro, historicamente, marca um aumento relevante na ocorrência de temporais no Rio Grande do Sul. Apesar de ocorrências de granizo, o histórico mostra incidência maior de vendavais no nono mês do ano. Até mesmo alguns tornados. Dias frios ainda são anotados e há precedentes de episódios gelados e até com neve, mas são as jornadas de calor que aumentarão nas próximas semanas, o que favorecerá eventos de temporais aqui no Rio Grande do Sul.

0
 
 
   
Estado fecha 30 dias no ano de mínimas negativas e agora terá chuva
Por: Agosto, 30-08-2014 | 08:53 | Categoria:
 
 
 
 
 

O Rio Grande do Sul teve neste sábado (30) o 30º dia do ano de 2014 com registro de temperatura negativa, como a MetSul Meteorologia já cogitava. A mínima foi de 0,2ºC abaixo de zero em São José dos Ausentes. Os termômetros indicaram ainda 2,4ºC no Parque do Caracol em Canela, 2,6ºC em Livramento, 4,6ºC em Santa Rosa, 5,6ºC em Vacaria, 5,7ºC em Bom Jesus e 5,9ºC em Farroupilha. Foi a saideira do frio, já que não são esperadas madrugadas de temperatura baixa ao longo da próxima semana. O sábado começou também com sol forte no Rio Grande do Sul (foto abaixo de Gabriel Zanin Guedes do Jornal NH em São Leopoldo), mas tem mudança do tempo em parte do Estado nas próximas horas. Entre o meio e o fim da tarde se formam área de instabilidade no Oeste e Noroeste que durante a noite tendem a se intensificar muito e alcançar diversas regiões, notadamente o Centro, o Oeste e Norte do território gaúcho. Chove com raios nestas áreas e com risco de temporais isolados de granizo. A tarde será de marcas agradáveis e logo muito aproveitável com até 27ºC aqui na Grande Porto Alegre.


A MetSul alerta que há o risco de chuva localmente forte e temporais isolados de vento forte, raios e granizo, hoje à noite em algumas regiões gaúchas e principalmente na madrugada e de manhã de domingo. Porto Alegre está na área de risco e alguns dados indicam chance de pancadas fortes para a Capital entre a madrugada e o período da manhã. Adverte-se que alguns temporais isolados podem ser fortes. No decorrer do domingo, o tempo apresentaria melhoria na maioria das regiões gaúchas com elevação da temperatura. Hoje, os dados dos modelos numéricos analisados pela MetSul Meteorologia indicam que a próxima semana terá o predomínio de tempo seco com madrugadas não tão frias e tardes predominantemente agradáveis.

0
 
 
   
Chuva e temporais após sequência de dias de marcas negativas
Por: Agosto, 29-08-2014 | 21:24 | Categoria:
 
 
 
 
 

Olá, amigos! Retorno a partir de hoje para o convívio de vocês feliz e agora mãe de uma linda garotinha. E, de pronto, para falar de frio e temporais. O Rio Grande do Sul teve hoje o 29º dia de 2014 com registro de temperatura negativa. A mínima no Estado foi de 2,7ºC abaixo de zero em São José dos Ausentes. Na Grande Porto Alegre, as mínimas chegaram à casa de 3ºC em alguns pontos. Porto Alegre teve 6ºC no Lami. Mais uma vez se deu formação de geada na maioria das regiões gaúchas. Há desde ontem um processo de enfraquecimento acelerado da massa de ar polar, o que vai permitir o retorno da chuva a partir do hoje ao Rio Grande do Sul. Antecipo que não há indicativo de retorno do frio intenso para os próximos dias.


O sol aparece em todo o Rio Grande do Sul neste sábado, mas nuvens vão surgir no céu. Maior aumento da nebulosidade na segunda metade do dia. Entre o meio e o fim da tarde se formam área de instabilidade no Oeste e Noroeste que durante a noite tendem a se intensificar muito e alcançar diversas regiões, notadamente o Centro, o Oeste e Norte do território gaúcho. Chove com raios nestas áreas e com risco de temporais isolados de granizo. O amanhecer é frio e pode ter marcas próximas de 0ºC ou negativas em baixadas dos Aparados, mas esquenta bastante e a tarde será de marcas agradáveis com até 27ºC na Grande Porto Alegre. O domingo começa com chuva na maior parte do Estado. Pontos mais ao Sul do Estado podem escapar da instabilidade. A MetSul alerta que há o risco de chuva localmente forte e temporais isolados de vento forte, raios e granizo, sobretudo na madrugada e de manhã. Porto Alegre está na área de risco. Adverte-se que alguns temporais isolados podem ser fortes, já que a instabilidade ocorrerá sob a presença de corrente de jato de baixos níveis atuando do Centro para o Norte gaúcho com alimentação de ar quente. No decorrer do dia, o tempo apresenta melhoria pelo Sul e o Oeste que pode alcançar outras regiões da tarde para a noite, mas grande parte do domingo deve ter instabilidade no Norte gaúcho.

0
 
 
   
Gelo no Sul: -4,7ºC no Rio Grande do Sul e -6,8ºC em Santa Catarina
Por: Agosto, 28-08-2014 | 11:25 | Categoria:
 
 
 
 
 

O Rio Grande do Sul tem um dia de tempo ensolarado e céu azul, mas o a amanhecer foi de nevoeiro localizado em Porto Alegre, área metropolitana e diversos pontos do interior. Chamou a atenção de quem estava no Morro Santa Teresa o avanço de banco de nevoeiro sobre o Guaíba, mas que logo se dissipou e deu lugar ao sol (foto abaixo de Rafael Machado da TV Record). Centro de alta pressão entre o Uruguai e o Rio Grande do Sul garante o predomínio do tempo seco e o tempo bonito.


Hoje (28) foi o 28º dia do ano com registro de marcas negativas no Rio Grande do Sul. A menor temperatura se deu em São José dos Ausentes com 4,7ºC abaixo de zero. Cambará do Sul teve 2,8ºC negativos na estação automática do Itaimbezinho e 0,7ºC na do Inmet que está na área urbana. Na Grande Porto Alegre, em geral, as mínimas variaram de 4ºC a 5ºC na região.


Com frio intenso, a geada foi ampla no Estado e se formou em grande parte dos municípios. Em Santa Catarina, a geada foi muito forte na região do Planalto Sul. As mínimas de hoje no território catarinense foram negativas em muitos municipios com -6,8ºC em Urupema, -5,9ºC em Bom Jardim da Serra, -4,8ºC em São Joaquim, -3,7ºC em Painel e -1,9ºC em Caçador.  


Sob frio intenso de quase 3ºC abaixo de zero, a geada foi forte no Itaimbezinho – Parque Nacional dos Aparados da Serra


Geada foi muito forte na região de São Joaquim no amanhecer desta quinta-feira - Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online

A sexta será outra jornada de tempo ensolarado no Rio Grande do Sul com amplos períodos de céu claro. O ar seco e o céu claro com vento calmo favorecerão outra madrugada de temperatura baixa com marcas negativas, especialmente em baixadas da Metade Norte. Mínimas ao redor de 5ºC na Grande Porto Alegre. Com isso, a tendência é de geada entre a madrugada e o amanhecer na maioria das regiões. Nevoeiro isolado no começo da manhã. O enfraquecimento da massa de ar frio permitirá maior aquecimento e a tarde será agradável com marcas acima de 20ºC em muitas cidades e 23ºC na Capital.  

0
 
 
   
Estado amanhece abaixo de zero no aniversário da grande nevada
Por: Agosto, 27-08-2014 | 11:16 | Categoria:
 
 
 
 
 

O distanciamento do ciclone extratropical do continente fez com que a circulação de umidade ciclônica cessasse sobre o Estado, o que trouxe a diminuição da nebulosidade e garante o predomínio do sol no Rio Grande do Sul durante esta fria quarta-feira. O vento ainda sopra moderado, até com rajadas na faixa Leste, mas muito menos forte do que ontem. Há um ano, no dia 27 de agosto, o dia começava também muito frio no Rio Grande do Sul. Com uma importante diferença. Hoje, o céu azul se faz presente (imagem abaixo do amanhecer em Porto Alegre do SBTRS), mas há um ano havia instabilidade que proporcionou a maior nevada no Rio Grande do Sul desde 8 a 10 de julho de 1994 (foto abaixo da Rádio Fátima de Vacaria).


O Rio Grande do Sul teve hoje temperatura negativa. É o 27º dia do ano em que a temperatura cai abaixo de zero no Estado. Fez 2,6ºC abaixo de zero na estação automática que está entre os municípios de Soledade e Fontoura Xavier. Houve registro de marcas abaixo de zero no Oeste, Noroeste e no Planalto. Santa Catarina teve mínima de 4,1ºC negativos em São Joaquim.


Esfria demais a partir do entardecer de hoje, antecedendo a madrugada desta quinta que vai ser a mais fria da semana na maioria das cidades gaúchas. O amanhecer amanhã vai ter mínimas perto de 0ºC ou negativas em praticamente todo o Rio Grande do Sul com geada ampla. Porto Alegre pode ter entre 3ºC e 5ºC nos bairros mais frios. Na Grande Porto Alegre, as mínimas ficam entre 2ºC e 4ºC. Nos Aparados, mínimas entre 2ºC e 4ºC abaixo de zero. Expectativa de marcas negativas ainda na Campanha, Noroeste, Planalto Médio e Serra. A tarde será amena. Na sexta ainda faz muito frio com novos registros de marcas abaixo de zero, mas a tarde será mais quente. No sábado, as mínimas continuam a se elevar, mas baixadas nos Aparados ainda podem ter marcas abaixo de zero. Aquece bastante sábado, mas sem repetir o calor do último fim de semana.

0
 
 
   
Ciclone trouxe danos com vento de até 125 km/h no Rio da Prata
Por: Agosto, 27-08-2014 | 07:32 | Categoria:
 
 
 
 
 

O significativo ciclone extratropical que ontem estava a Leste da foz do Rio da Prata trouxe vento de até 100 km/h para a província de Buenos Aires. Houve desabamento de uma estrutura no Centro de La Plata, na Argentina, ainda na noite de segunda-feira. Mar del Plata suspendeu as aulas e as ondas na costa do balneário chegavam a 5 metros. No Rio da Prata, as rajadas chegaram a 125 km/h, conforme dados da estação meteorológica do Serviço Meteorológico Nacional da Argentina.


Já no Uruguai, o vento alcançou 111 km/h em Punta del Este, 109 km/h em Colonia e 104 km/h em Montevidéu. Houve queda de árvores, cortes de luz para milhares de uruguaios, vidros chegaram a quebrar com a força do vento em Piriápolis e em Punta del Este até uma lancha naufragou. Em Piriápolis, o mar agitado também causou o naufrágio de pequena embarcação.


Lancha se desprendeu das amarras com o vento muito intenso e afundou na costa de Punta del Este –Alain Fischer


Mar ficou extremamente agitado na costa de Piriápolis com a intensa força do ciclone no Atlântico – Guillermo Perez


Vento acima de 100 km/h causado pelo ciclone derrubou muitas árvores pelas ruas de Montevidéu – via ChanchosUY

No Rio Grande do Sul, o vento no decorrer do dia de ontem foi mais forte no Sul e no Leste do Estado. As rajadas perto de 90 km/h causaram o fechamento do Porto de Rio Grande, onde o mar apresentava vagas de até 4 metros. Em Porto Alegre, as rajadas superaram os 70 km/h à tarde com queda de árvores em diferentes pontos da cidade. Houve registro de queda de nove árvores em Porto Alegre e o poste de uma sinaleira caiu com o vento na Avenida Ipiranga. O vento diminui bastante hoje na região do Prata e no Rio Grande do Sul à medida que este ciclone extratropical no Atlântico se afasta do continente.  

0
 
 
   
Ciclone: vento intenso com risco de danos no Uruguai e no Estado
Por: Agosto, 25-08-2014 | 17:44 | Categoria:
 
 
 
 
 

O ciclone extratriopical posicionado no Leste da Argentina trazia vento muito forte para Montevidéu e o Sul do Uruguai nesta segunda-feira. Até 17h, a rajada máxima de vento em Montevidéu na estação do Serviço Meteorológico da Força Aérea em Bella Vista foi de 44 nós (81,5 km/h), mas seguramente houve rajadas mais fortes em pontos da Rambla, a avenida costeira da capital. Na Argentina, o vento se situou de 70 a 80 km/h no Centro da cidade de Buenos Aires, com base no Aeroparque.


A MetSul alerta que o vento deve se intensificar no Uruguai na noite de hoje e nesta terça. As rajadas mais intensas ocorrem em departamentos do Sul e do Leste do país, e que devem ficar em média entre 80 e 100 km/h, mas em alguns pontos podem bater entre 100 a 120 km/h, ou mesmo até mais fortes em locais da costa. Cidades do Uruguai, assim, devem ter queda de árvores, postes, destelhamentos e falta de luz. O ciclone chegou a merecer destaque hoje na programação da rede de televisão norte-americana CNN que informava “tempestade de fim de inverno” e previa vento de até 120 km/h no Uruguai.


Apesar do centro do ciclone estar a mil quilômetros do Rio Grande do Sul, o campo de vento do sistema é por demais amplo e nos alcança. Já ventava forte na tarde desta segunda-feira em algumas regiões gaúchas, particularmente na Campanha e na fronteira com o Uruguai, e nesta terça o vento se intensifica no Estado. A área que será mais afetada é o Sul, sobretudo a costa Sul (região entre Mostardas e o Chuí), com velocidades de 90 a 105 km/h, o que deixará o mar agitado e possivelmente levará ao fechamento do porto de Rio Grande. O Leste igualmente terá rajadas fortes e que, no caso de Porto Alegre, podem ficar entre 60 a 80 km/h, ou até superiores. Portanto, há potencial para transtornos hoje no Sul e no Leste do Estado como queda de árvores e falta de energia. Apesar do sol e algumas nuvens no céu, a temperatura estará baixa no Estado durante esta terça e o vento intensifica a sensação de frio. Adverte-se que não é recomendado navegar na Lagoa dos Patos e na costa gaúcha com pequenas embarcações devido ao vento intenso que no meio da lagoa e em mar aberto deverá superar 100 km/h.

0
 
 
   
Fumaça da Amazônia piora qualidade do ar no Rio Grande do Sul
Por: Agosto, 25-08-2014 | 05:23 | Categoria:
 
 
 
 
 

Não foi à toa que sobraram imagens de pôr do sol no site e nas nossas redes sociais durante o fim de semana. Os finais de tarde foram mais bonitos que o habitual com o sol mais realçado e com cores mais fortes no horizonte (foto de Luiz Fernando Ambos em Barão do Triunfo). Mas isso não foi obra do acaso. Há uma razão para tanto. Esta foi a presença de fumaça no ar.


A imagem de satélite abaixo da NASA mostra nitidamente como a fumaça de queimadas da Amazônia, do Centro-Oeste e Bolívia avançou até o Estado. A concentração maior de fumaça se observa na Metade Oeste gaúcha. Como a fumaça chegou aqui vinda de tão longe? Não é a primeira vez e nas vezes passadas também ocorreu nesta época. Neste fim de semana atuava uma corrente de jato (vento) em baixos níveis da atmosfera, a cerca de 1500 metros de altitude, que se originava na Bolívia. Este jato de baixos níveis (JBN) não só gerou o vento Norte como trouxe ar muito quente de Norte e junto a fumaça.


A fumaça prejudicou a qualidade do ar no Rio Grande do Sul durante o domingo. O mapa abaixo com os índices de dióxido de nitrogênio, gerado a partir de dados de um satélite da NASA de monitoramento de aerossóis, indicava uma concentração maior sobre o Rio Grande do Sul que normalmente não se observa. Dados de superfície confirmam. Estações de monitoramento da qualidade do ar na Grande Porto Alegre acusaram domingo índices apenas regulares, quando o normal para o dia é boa qualidade do ar por conta do menor tráfego de automóveis e a redução da atividade industrial. O IQAr (valores entre 0 e 50 indicam boa qualidade do ar e de 50 a 100 só regular) foram de 60 em Canoas, 55 em Esteio e 74 em Guaíba.


Mas esta é situação temporária e que não terá continuidade nesta semana. Com o ingresso de uma massa de ar frio entre hoje e amanhã, as correntes de vento atuando na atmosfera sobre o Rio Grande do Sul mudam e o vento deixará de soprar de Norte para soprar de Oeste e depois Sul. Com isso, a fumaça das queimadas do Norte do Brasil deixará de alcançar o Estado.

0
 
 
 
Siga-nos
GIF Games -
300x250
160x600_22a28jan_POA_GRU
ARQUIVOS
GIF 300x250 - Chuteiras
CATEGORIAS
 
Virtuacomm, criando a certeza de um bom negócio.