Porto Alegre, sexta-feira, 19.09.2014
 
 
 
   
Alerta - Muita chuva em parte do Sul do Brasil hoje e amanhã
Por: Setembro, 18-09-2014 | 10:12 | Categoria:
 
 
 
 
 

Grande parte do Rio Grande do Sul começa a quinta com tempo seco, apesar de um considerável aumento da nebulosidade. Fortes áreas de instabilidade avançam da Argentina para o Sul do Brasil e vão atuar no decorrer do dia principalmente no Norte gaúcho, Santa Catarina e parte do Paraná. Já chove no Noroeste do Estado, como em Três de Maio (foto abaixo). Do Centro para o Sul gaúcho, mesmo com muitas nuvens e até algumas aberturas de sol em determinados pontos, o tempo seco irá predominar na maior parte desta quinta. A chuva hoje tende a se concentrar no Noroeste, Missões, Planalto Médio, Alto e Médio Uruguai, e nos Aparados da Serra. No final dia outras áreas do território gaúcho podem registrar precipitação isolada.


A MetSul Meteorologia alerta que entre esta quinta e sexta-feira pode chover forte entre o Norte/Noroeste do Rio Grande do Sul e o Centro, Sudoeste e Sul do Paraná, incluindo Santa Catarina. Os acumulados podem ficar entre 100 mm e 200 mm em algumas cidades com risco de súbita subida de rios e córregos, além de alagamentos em áreas urbanas e perigo de queda de barreiras e deslizamentos de terra. Os modelos, em geral, concentram os maiores volumes no Noroeste/Norte do Rio Grande do Sul, Oeste de Santa Catarina e o Sudoeste do Paraná. Caso do modelo GFS do NCEP/NOAA/Estados Unidos (mapa abaixo).

Amanhã, sexta-feira, a instabilidade deve ser mais generalizada. O Estado terá um dia de muitas nuvens e vai chover na maioria das regiões no decorrer do período. Podem ocorrer intervalos de melhoria. No sábado, o sol aparece com nuvens na maioria das regiões, mas pontos principalmente do Centro, Nordeste e Leste do Estado ainda podem registrar precipitação passageira. No domingo, o sol aparece na maior parte do Rio Grande do Sul, mas ainda são esperados períodos de maior nebulosidade no Leste e Nordeste gaúcho com chance de instabilidade isolada e passageira. A temperatura seguirá agradável.

0
 
 
   
Inundações castigam Uruguai e agora o Sul do Brasil terá chuva forte
Por: Setembro, 17-09-2014 | 15:08 | Categoria:
 
 
 
 
 

As inundações se agravaram e deixam milhares de pessoas fora de casa no Uruguai. O último levantamento do Sistema Nacional de Emergência (SINAE), da manhã desta quarta-feira, apontou 3049 pessoas fora de casa. A situação é mais grave em Durazno, onde existem 2300 pessoas desalojadas. Já a Policía Caminera (Polícia Rodoviária) noticia que possuem bloqueios devido às inundações as rodovias nacionais (rutas) 6, 11, 12, 14, 42, 46, 100 e 107. Logo, quem tiver planos de viagem rodoviária pelo interior do Uruguai neste dias deve estar atento às orientações locais sobre interrupção de estradas.


Alguns rios ainda sobem no Uruguai, mesmo tendo a chuva parado. Em Treinta y Tres, o nível do Rio Olimar que ontem estava em 7,10 metros, hoje subiu de manhã para 7,30 metros, acima da cota de segurança de 7 metros. Em Soriano, o Rio Negro estava na manhã de hoje baixou para 6,45 metros contra 6,70 metros ontem, mas abaixo da cota de segurança de 7 metros. Já o Rio Yi, em Durazno, alcançava na manhã desta quarta-feira 11 metros, quando a cota de cheia é de 8,6 metros.


Os volumes de chuva nas últimas duas semanas no Uruguai oscilam entre 300 mm e 400 mm em alguns pontos do país, notadamente nos departamentos de Flores, Florida, Lavelleja, Durazno e Colonia. Deve voltar a chover em algumas áreas afetadas pelas inundações, mas sem volumes muito altos. A boa notícia para o Uruguai é má notícia para nós. Diferentemente da primeira metade do mês que foi de muita chuva no Uruguai, nesta segunda quinzena de setembro os acumulados de chuva mais altos tendem a se concentrar no Sul do Brasil com altos a muito altos volumes em pontos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná. Atenção! A MetSul Meteorologia alerta que entre esta quinta e sexta-feira pode chover forte entre o Norte do Rio Grande do Sul e o Centro, Sudoeste e Sul do Paraná, incluindo Santa Catarina. Os acumulados, particulamente em Santa Catarina, podem ficar entre 100 e 200 mm em algumas cidades com risco de súbita subida de rios e córregos, além de alagamentos em áreas urbanas e perigo de queda de barreiras e deslizamentos de terra. (Com imagens do SINAE - Sistema Nacional de Emergências do governo uruguaio, Rádio Durazno e da Força Aérea do Uruguai) 

0
 
 
   
Mais nuvens e instabilidade no Rio Grande do Sul nos próximos dias
Por: Setembro, 17-09-2014 | 11:38 | Categoria:
 
 
 
 
 

Porto Alegre teve ontem agradável dia com sol. De manhã, havia nuvens esparsas em maior quantidade que diminuíram à tarde, mas o entardecer teve céu claro (animação abaixo). A temperatura variou de 12,6ºC a 21,3ºC no Jardim Botânico. No interior, o dia começou frio na fronteira com o Uruguai e no Noroeste com mínimas de 5,1ºC em Santa Rosa e 5,8ºC em Bagé.


Hoje, o sol aparece com nuvens na maior parte do Rio Grande do Sul, mas com gradual aumento de nebulosidade, predominantemente alta. A tarde no Estado será amena com máximas entre 21ºC e 23ºC na maioria dos municipios. As mínimas de hoje foram de 4,3ºC em Vacaria, 4,6ºC em Farroupilha, 5,2ºC em Canela, 5,4ºC em André da Rocha, 5,5ºC em Santa Rosa, 6,0ºC em Caxias do Sul, 6,1ºC em Bom Jesus, 6,4ºC em Ausentes, 6,7ºC em Livramento, 6,8ºC em Monte Alegre dos Campos, 6,9ºC em São Marcos e 7,0ºC em Lagoa Vermelha. Em Cambará do Sul, onde a mínima foi de 7,4ºC, o dia começou bonito no Parque Nacional dos Aparados da Serra. O tempo estava ensolarado com nevoeiro nos cânions da região.


Amanhã, porém, se espera mudança. Muitas nuvens cobrem a Metade Norte na quinta e chove, sobretudo em pontos perto de Santa Catarina, que podem ter chuva até forte. Na Metade Sul, sol e nuvens com aumento de nebulosidade. No Centro do Estado, o dia terá muitas nuvens e não se afasta precipitação mais localizada. Modelos, por exemplo, divergem bastante sobre a possibilidade de chuva em Porto Alegre nesta quinta. Alguns indicam precipitação fraca na segunda metade do dia e outros projetam apenas muita nebulosidade. Já na sexta, grande quantidade de nuvens sobre o Rio Grande do Sul e chove na maioria das regiões. Tanto na quinta como na sexta-feira, a tendência é de temperatura ainda amena. No sábado, o Rio Grande do Sul terá mescla de sol e nuvens, mas se espera a ocorrência de chuva em algumas áreas no decorrer do período.

0
 
 
   
Semana começa com instabilidade, vento e queda de temperatura
Por: Setembro, 15-09-2014 | 08:44 | Categoria:
 
 
 
 
 

O fim de semana foi de temperatura alta no Rio Grande do Sul. O calor se concentrou do Centro para o Norte do Estado. No sábado, fez 35,8ºC em Santa Rosa. Ontem, o calor foi maior nos vales com 35,2ºC na estação da MetSul em São Leopoldo. Os termômetros indicaram ainda neste domingo 34,8ºC em Campo Bom, 34,1ºC em Teutônia e Lajeado, 33,0ºC em Santa Cruz do Sul, 32,4ºC em Porto Alegre, 32,0ºC em Santa Rosa, 31,8ºC em Nova Bassano, 31,4ºC em Frederico Westphalen e Bento Gonçalves, 31,3ºC em Três de Maio, 30,9ºC em Garibaldi, 30,5ºC em Não-Me-Toque e 30,4ºC em Caxias do Sul e Santo Augusto. Hoje, o dia começou com chuva em Porto Alegre (imagem abaixo do SBT-RS) e diversos pontos do interior gaúcho.


Frente fria avança pelo Rio Grande do Sul e traz muitas nuvens para o Estado. Chove ou garoa na maior parte do território gaúcho no decorrer desta segunda. Os volumes devem ser baixos na maioria dos locais. Já hoje o tempo apresentará melhoria com o retorno do sol no Sul e no Oeste do Estado, especialmente na segunda metade do dia. Centro de baixa pressão que ontem estava no Centro da Argentina hoje se intensifica a Sudeste do Chuí e vai trazer vento forte para o território gaúcho. As rajadas serão mais fortes no Sul e no Leste gaúcho, podendo atingir 80 km/h no Litoral Sul. Esfria e as mínimas à noite na maioria das cidades. O sol predomina amanhã no Estado e o amanhecer será frio com nevoeiro localizado ou cobertura de nuvens baixas em alguns pontos. A tarde deve ser agradável. Na quarta, o sol predomina, mas surgem nuvens e não se afasta chuva esparsa na Metade Norte até o fim do dia. Já na quinta, aumento de nebulosidade no Estado e chuva na Metade Norte.

0
 
 
   
Brasileiros refazem jornada de Verne em aventura de fogo na Islândia
Por: Setembro, 13-09-2014 | 22:35 | Categoria:
 
 
 
 
 

A porta para o centro da Terra. Um vulcão na Islândia chamado Sneffels. No distante ano de 1863. O cientistas e pesquisador alemão especializado em Geologia e Mineralogia Otto Lidenbrock segue o caminho descrito nos manuscritos do alquimista islandês Arne Saknussemm com a ajuda do seu guia local Hans Bjelke e ingressa no vulcão. Chega ao interior misterioso do planeta. Lá encontra criaturas estranhas, um mar com tempestades e redemoinhos, e ainda se depararam com vegetação assustadora e cristais gigantes. É a ficção do escritor francês Julio Verne em “Viagem ao Centro da Terra” ("Voyage au centre de la Terre"), fascinante livro clássico de 1864 que, certamente, freqüentou as leituras de muitos de nós durante a infância.

Trio testemunhou paisagem mágica com vermelho da erupção e verde das auroras boreais no céu - Pedro Carrilho/Divulgação

Na última semana, brasileiros testemunharam na ilha, que inspirou Verne, o centro do planeta mostrar toda sua força em espetáculo natural de tirar o fôlego. Os apresentadores do excelente “Não Conta Lá Em Casa”, um dos melhores programas da tevê por assinatura, que terá a temporada de 2014 estreando em novembro no canal Multishow, chegaram ao “coração” da atual erupção do vulcão Bardabunga-Holuhraun. André Fran (@franontheroad), Felipe Ufo (@felipeufo) e Michel Coeli (@michelcoeli), conseguiram após cansativa jornada de doze horas alcançar o campo de lava junto ao glaciar Vatnajokull no interior da ilha e o que viram emocionou os experimentados viajantes que já estiveram em várias guerras e megadesastres.

Foram os únicos brasileiros até agora no centro da erupção que chama atenção hoje de especialistas em Geologia do mundo inteiro. Nada que assustasse a equipe do programa que no passado já esteve na reclusa Coreia do Norte, no violento Iraque em guerra, no conflagrado Afeganistão dos talibãs e no interior da Somália dos terroristas da Al-Shabab. A ponto das incríveis histórias terem sem transformado em livro que leva o nome do programa, lançado em 2013 pela editora Record e de autoria de André Fran, que é verdadeiro passeio pelo mundo. Para conseguir chegar ao local isolado da erupção, a equipe do “Não Conta Lá em Casa” obteve autorização especial do governo islandês em Reykjavik e na viagem em potentes e imponentes Superjeeps enfrentou até tempestade de poeira vulcânica devido ao vento intenso que é recorrente na ilha perto do Ártico.


A Islândia, por si só, é de deslumbrar. Com erupção vulcânica e espetaculares auroras boreais, como nos últimos dias após a tempestade solar, o destino vira mágico. O vulcanólogo Ármann Höskuldsson diz que é a maior erupção de lava na Islândia desde o vulcão Askja em 1875. Bate, inclusive, a quantidade de lava emitida durante a erupção do vulcão islandês Krafla, em 1984. O campo de lava da erupção de 1973 do Eldfell foi menor, mas causou mais problemas devido à proximidade de uma erupção. Cientistas da Universidade da Islândia observam que a continua lava começa a formar até crateras, algumas de 70 metros de altura, redesenhando a paisagem da região. Consideram até a possibilidade de um lago surgir após a erupção.  

University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland
University of Iceland

Moradores de Reyðarfjörður, na costa Leste da Islândia, foram orientados pelas autoridades locais para que não deixem suas casas e fechem ou lacrem portas e janelas devido aos níveis perigosos de dióxido de enxofre que atingiram níveis recordes desde que o Serviço Meteorológico da Islândia deu início às medições no ano de 1970. O campo de lava do Holuhraun alcanca vinte quilômetros quadrados e até em imagens de satélite da NASA é possível observar a área de fogo no interior da Islândia.


“Jamais fiz viagem igual”, contou entusiamado à MetSul Meteorologia o diretor e fotógrafo Michel Coeli, o mais novo integrante do programa. Coeli foi quem gravou as “cortinas de fogo” jorrando do chão com o verde da aurora somando-se ao espetáculo no céu, uma combinação rara e incrível da natureza. A temporada de 2014 do programa promete ainda mostrar a matança brutal de baleias nas Ilhas Faroe. Que siga a sorte grande no próximo destino dos nossos ousados amigos viajantes!

4
 
 
   
Rio dos Sinos pode registrar cheia após chuva extrema nos vales
Por: Setembro, 13-09-2014 | 09:41 | Categoria:
 
 
 
 
 

Choveu demais nos vales e parte da Grande Porto Alegre no final da madrugada de ontem. Os acumulados em três horas ficaram entre 50 e 100 na região entre os vales do Caí, Sinos e o Litoral Norte, ao Sul da encosta da Serra. Os volumes de quarta a ontem superaram 150 mm em alguns locais. Casos de Campo Bom (156 mm) e de Caraá (151 mm). Choveu ainda 144 mm em Novo Hamburgo, 139 mm em São Leopoldo, 124 mm em Parobé, 110 mm em Sapucaia do Sul e Tramandaí, e 107 mm no período em Igrejinha. A chuva provocou muitos alagamentos e transtornos na Grande Porto Alegre, ilhando bairros de algumas cidades (foto abaixo de Bibiana Borba da Rádio Guaíba). Parte da BR-116 chegou a ficar bloqueada em São Leopoldo.

O município de Montenegro, no Vale do Caí, decretou situação de emergência no final da tarde da sexta-feira. A cidade foi a mais atingida pela chuva de ontem que provocou alagamentos de casas e obstrução de rios. Choveu mais de 100 mm somente durante a manhã da sexta-feira, o que levou arroios locais a transbordarem. Cerca de 150 famílias foram afetadas pela chuva e várias delas foram para a casa de parentes. Os bairros mais afetados foram Faxinal, Cinco de Maio eainda Aeroclube.

Lomba Grande (NH) - Luana Trapp/Jornal NH
Estância Velha - Fabiana Prates/Jornal NH
Estância Velha - Chele Staudt/Jornal NH
Lonba Grande (NH) - Joice Esmitiz/Jornal NH
Novo Hamburgo - Amanda Strack/Jornal NH
Sapiranga - Alexandre Hackenhaa/Jornal NH
Novo Hamburgo - Karina Sgarbi/Jornal NH
Montenegro - Prefeitura
Caraá - Cristiana Pereira/Facebook
Caraá - Cristiana Pereira/Facebook
Caraá - Cristiana Pereira/Facebook
Caraá - Ildo Haenck/Facebook
Caraá - Daiane Pisoni/Facebook
Caraá - Saray Viana/Facebook
Caraá - André Cândido Silva/Facebook
Caraá - Luciana Lourensi/Facebook
Caraá - Marcos Santos/Facebook
Caraá - Radiocidade Caraá/Facebook

A MetSul Meteorologia alerta para uma provável cheia do Rio dos Sinos no decorrer dos próximos dias, mas que não tende a ser de grandes proporções no vale. O nível do rio nesta manhã de sábado supera seis metros na régua eletrônica de Campo Bom (gráfico abaixo), muito em consequência da chuva intensa das últimas 72 horas. Ocorre que a região ainda receberá a grade vazão das cabeceiras, onde também choveu demais, com acumulados superiores a 150 mm, por exemplo, em Caraá. 

Evolução do nível do Rio dos Sinos - Secretaria Estadual do Meio-Ambiente/Reprodução

Por que choveu tanto? A imagem de satélite da metade da manhã da sexta mostrava nuvens de maior desenvolvimento e, logo mais carregadas, na cor vermelha na imagem, sobre os vales e a região entre a Grande Porto Alegre e o Litoral Norte. Foram as responsáveis por trazer a chuva intensa com altos volumes. A MetSul já advertia que áreas do Centro do Estado teriam chuva forte hoje com elevados volumes. O motivo para a formação das nuvens carregadas foi um novo avanço de ar mais quente de Norte que instabilizou a atmosfera na região e ativou a frente semiestacionária com a presença de ar frio mais ao Sul. Este episódio de chuva extrema nos vales e parte do Litoral Norte nada tem a ver com o fenômeno El Niño que sequer está configurado agora no Oceano Pacífico e que persiste em situação de neutralidade (ausência de El Niño e La Niña).

A frente semiestacionária está nesta manhã na Metade Sul gaúcha com tendência de recuar para o Uruguai, trazendo chuva forte e tormentas hoje e parte do domingo para o Sul gaúcho, fronteira e o país vizinho, com o ar quente pressionando o sistema frontal para Sul. Por isso, o sol aparece com nuvens e faz calor hoje na Metade Norte e na maioria das regiões gaúchas no domingo. Amanhã, a frente começa a fazer o caminho inverso. Vai avançar entre a tarde e a noite do domingo e o começo da segunda para o Estado, desta vez como frente fria impulsionada por ar frio, causando chuva e também temporais.

0
 
 
   
Dias de muita chuva no Rio Grande do Sul e na Grande Porto Alegre
Por: Setembro, 11-09-2014 | 08:42 | Categoria:
 
 
 
 
 

Chove muito no Rio Grande do Sul desde ontem e vem mais água pela frente, adverte a MetSul Meteorologia. Os dados das estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia indicam que desde o início da instabilidade até às 7h desta quinta-feira choveu 74 mm em Tramandaí, 62 mm em Teutônia e Campo Bom, 61 mm em Bagé, 58 mm no Chuí, 56 mm em Jaguarão, 53 mm em Camaquã, 51 mm em Canguçu e 50 mm em Ibirubá. Pluviômetros ainda indicaram até 8h de hoje chuva de 69 mm em Campo Bom, 66 em São Leopoldo, 64 mm em Sapucaia do Sul, 62 mm em Novo Hamburgo, 61 mm em Igrejinha, 56 mm em Nova Santa Rita e 43 mm em pontos de Porto Alegre. A chuva persistente em Porto Alegre diminuiu muito o público na noite de ontem no jogo do Grêmio na Arena (foto de Rodrigo Adams/WCE Editora) e provoca alguns alagamentos na cidade na manhã desta quinta como na Avenida Voluntários da Pátria (foto de Bibiana Borba/Rádio Guaíba).


A MetSul Meteorologia alerta para a continuidade do tempo instável com chuva que vai ser localmente forte do Centro para o Norte do Rio Grande do Sul hoje e do Centro para o Sul do Estado durante a sexta. Os acumulados podem ser elevados em algumas cidades com alagamentos. Porto Alegre tem chance de períodos de chuva forte tanto nesta quinta como durante a primeira metade da sexta-feira com possibilidade de trovoadas à medida que a atmosfera começa a aquecer. Volta a chover amanhã na Metade Sul, que hoje tem sol, porque a frente recuará para o Sul e o tempo abrirá no Norte do Estado com a volta do ar quente e forte aquecimento. Como já choveu até agora quase 70 mm em pontos da Grande Porto Alegre, acreditamos ser provável que os volumes em alguns pontos da área metropolitana possam superar 100 mm com facilidade até a tarde da sexta-feira. O sol vai aparecer com nuvens em diversas regiões no fim de semana, o que vai garantir tardes de calor, mas pontos do Sul e do Oeste terão chuva. Entre a tarde e noite de domingo e o começo da segunda, frente fria cruza pelo Estado.

0
 
 
   
Radical mudança do tempo e incríveis variações de temperatura
Por: Setembro, 10-09-2014 | 16:07 | Categoria:
 
 
 
 
 

Radical mudança do tempo ocorreu no Rio Grande do Sul nas últimas horas. A virada começou ainda na noite de ontem (terça) pela fronteira com o Uruguai. Jaguarão às 23h tinha frio de 12ºC, mas às 20h, apenas três horas antes, fazia 28ºC. O vento virou na cidade com rajadas de 69 km/h e a temperatura desabou. Já Pelotas tinha 28ºC às 22h de ontem e uma hora mais tarde a temperatura havia caído para 19ºC com vento forte de Sudoeste. No Chuí, houve chuva forte, trovoadas e rajadas de vento que atingiram 84 km/h. No final da terça, Livramento anotava 13ºC depois da temperatura ter batido em 31ºC à tarde.

Cidades do Centro e do Norte do Estado começaram o dia com fortes rajadas de vento do quadrante Norte e muito calor na madrugada. Santa Cruz do Sul teve 30,1ºC à uma da manhã e ao amanhecer fazia 20ºC com a chegada da chuva ao vale (foto acima de Cris Cassol). Em Porto Alegre, a temperatura era de 27ºC às 5h da manhã na estação da Lomba do Pinheiro, mas às 7h, apenas duas horas depois, fazia apenas 16ºC com vento de mais de 60 km/h. Em Teutônia, a temperatura caiu de 28ºC às 8h da manhã para 19ºC às 10h da manhã. Santa Maria chegou a ter temperatura na casa dos 30ºC no início da madrugada e vento Norte muito forte que derrubou postes e árvores, mas na tarde de hoje estava apenas com 11ºC. As rajadas chegaram a 96 km/h por hora na Base Aérea de Santa Maria e destelharam 15 casas na cidade (foto abaixo de João Vilnei do Correio do Povo). Não foi vento de temporal na cidade de Santa Maria, mas sim induzido por uma corrente de jato (vento) de baixos níveis da atmosfera e que devido ao relevo local favorece o intenso aquecimento noturno e potencializa as rajadas intensas.

A tarde desta quarta-feira é de enormes contrastes de temperatura entre o Centro e o Sul do Estado, onde atua ar frio, com o Norte gaúcho, que segue sob influência de ar quente. As diferenças impressionam. É como se uma metade do Rio Grande do Sul estivesse na estação verão e outra no inverno. Às 15h, no Sul gaúcho, fazia 9,9ºC em Canguçu, 10,2ºC em Bagé, 10,3ºC em Caçapava do Sul, 11,0ºC em Jaguarão, 11,2ºC em Dom Pedrito, 11,5ºC em Livramento, 12,0ºC em Pelotas e 12,1ºC no Chuí. Na mesma hora, mais ao Norte do Estado, sob a influência de ar quente, a temperatura era de 26,3ºC em Passo Fundo, 26,4ºC em Bom Jesus, 26,5ºC em Vacaria, 27,1ºC em Erechim, 27,3ºC em São José dos Ausentes, 27,6ºC em Lagoa Vermelha e 28,6ºC em Frederico Westphalen. Olhe a imagem de satélite desta tarde com a temperatura às 15h e o contrastes térmico.


Amanhã, quinta, muitas nuvens cobrem o Rio Grande do Sul e chove no decorrer do dia na maioria das regiões gaúchas. A chuva atuará principalmente do Centro para o Norte do Estado e deve ser localmente forte com altos volumes em algumas áreas. Há risco de chuva moderada a forte na área de Porto Alegre. O tempo abre com sol no Sul e parte do Oeste do Estado, onde a jornada será amena. Atenção! Será um dia de temperatura baixa e com cara de inverno com frio mesmo durante a tarde em cidades do Centro para o Norte do Estado. Porto Alegre, por exemplo, pode ter marcas de 12ºC ou 13ºC mesmo à tarde. A MetSul alerta que na sexta a frente semiestacionária começa a recuar para o Sul e que as regiões central e Sul do Estado podem ter chuva forte durante o dia, com altos volumes em alguns pontos, não se afastando chuva forte também na Capital. No Norte do Estado, o tempo voltará a abrir com o retorno do ar quente tropical e a presença, novamente, do calor.

0
 
 
   
Frente que causou temporais no Uruguai traz chuva, vento e frio após calorão de 35,9ºC no Estado
Por: Setembro, 09-09-2014 | 21:22 | Categoria:
 
 
 
 
 

O Estado teve hoje o segundo dia mais quente do inverno. A máxima de 35,9ºC na estação da MetSul Meteorologia no Morro do Espelho, em São Leopoldo, a maior do Rio Grande do Sul nesta terça, por pouco não alcançou os 36,0ºC na mesma estação em 24 de agosto que foi a maior marca anotada no território gaúcho naquele dia. Ao contrário do senso comum, calorão nesta época não é fora do comum. Dias muito quentes em setembro, não se espante, são normais e ocorrem quase todos os anos.


Para grande parte do Estado, contudo, o calor vai embora por um breve período nesta quarta-feira devido a um sistema frontal. Uma frente fria responsável por trazer chuva forte e temporais no Uruguai no dia de hoje (fotos abaixo) e que já derrubou a temperatura para 13ºC no começo da noite desta terça no Chuí, durante a quarta avança pelo Rio Grande do Sul.


Nuvens carregadas avançaram sobre Punta del Este, em Maldonado, com a chegada da frente – Marcelo Umpierrez


Região de Punta del Este teve chuva forte com trovoadas e fortes rajadas de vento durante o dia de hoje – Alex Saban


Radical mudança do tempo ocorrida no famoso balneário uruguaio de La Paloma nesta terça – La Paloma Hoy


Virada do tempo hoje na cidade do interior uruguaio de Young teve nuvens carregadas – Yimmy Sivoplas


Capital Montevidéu também enfrentou condições de temporal no dia de hoje devido à frente fria – Javier Kuropatwa


Temporal em Montevidéu trouxe chuva forte para cidade com registro de alagamentos em algumas ruas – Pablo Salamano

Frente fria traz chuva desde cedo para o Extremo Sul e fronteira com o Uruguai nesta quarta-feira, inclusive forte a torrencial em alguns pontos. Nas demais regiões, o dia ainda começará quente e seco, mas depois o tempo muda. Primeiro com vento, que pode ser forte, e após com chuva que não se afasta possa ser localmente forte. A temperatura desaba ao longo do dia no Centro, Oeste, Sul e Nordeste do Estado com ingresso de ar frio. Pontos mais ao Norte e o Noroeste gaúcho, próximos de Santa Catarina, devem ter chuva só quinta e seguem com calor. Com isso, haverá locais do Norte do Estado com 30ºC hoje à tarde e outras no Sul gaúcho com apenas 10ºC na mesma hora. Porto Alegre começará a quarta-feira com ar quente na madrugada, mas terminará o dia com frio ao redor de 13ºC. No Uruguai, o tempo melhora nesta quarta e segue bom quinta.


Fim de tarde desta terça-feira de calor teve o sol e nuvens altas no Vale do Sinos – Jeany Muracami/Jornal NH/GES

Já no Rio Grande do Sul, vai seguir a “bagunça” na atmosfera na segunda metade desta semana. Na quinta, a frente já semi-estacionária sobre o Rio Grande do Sul atuará do Centro para o Norte do Estado com chuva que pode ser volumosa em muitos locais. O alerta vale para a área de Porto Alegre. Fará frio e o dia terá cara de inverno no Estado com marcas baixas à tarde. Ocorre que entre sexta-feira e o sábado a frente semi-estacionária deve recuar para o Sul, com avanço de novo de ar muito quente de Norte. Por isso, ainda chove do Centro para o Sul do Estado na sexta-feira, mas abre o tempo sábado, quando vai esquentar, de novo, bastante. Vai fazer calor no fim de semana, sobretudo no domingo que deve ser mais quente.

0
 
 
 
Siga-nos
GIF Games -
300x250
160x600_22a28jan_POA_GRU
ARQUIVOS
GIF 300x250 - Chuteiras
CATEGORIAS
 
Virtuacomm, criando a certeza de um bom negócio.