Porto Alegre, terça-feira, 29.07.2014
 
 
 
   
Maior sequência de dias no ano com marcas negativas no Estado
Por: Julho, 28-07-2014 | 15:12 | Categoria:
 
 
 
 
 

O Rio Grande do Sul teve nesta segunda-feira o quarto dia seguido com temperatura abaixo de zero na maior sequência até agora no ano de jornadas com registro de marcas negativas. Foi o 18º dia de 2014 em que a temperatura caiu abaixo de zero no Estado. O frio, contudo, foi bem menos intenso que nos dias anteriores na maioria dos municípios. Exceção aqui da Grande Porto Alegre e da área de Pelotas que tiveram mínimas gélidas semelhantes às observadas durante o fim de semana.


Outra vez geou em um grande número de cidades, assim como já tinha ocorrido no fim de semana. São quadro dias seguidos com geada no Rio Grande do Sul. Hoje o fenômeno teve intensidade forte em alguns pontos, caso de Pelotas, mas tanto no sábado como no domingo a geada foi bem mais ampla e apresentou maior intensidade em grande parte do território gaúcho.


Campos ficaram brancos pela geada forte em Bom Jesus, nos Aparados da Serra – Chocolate Flocos de Neve


Geada forte marcou a pa  isagem de Soledade durante a onda de frio dos últimos dias – Paulo Henrique Pinheiro

O sol aparece com nuvens no Rio Grande do Sul nesta terça-feira, predominantemente altas na maioria das regiões gaúchas. Em áreas próximas das fronteiras com o Uruguai e Argentina a nebulosidade deve ser mais desenvolvida e não se pode afastar até chuva em setores localizados, especialmente da tarde para a noite. Diminuirá a influência do centro de alta pressão sobre o Atlântico associado à massa de ar frio e o amanhecer terá nevoeiro isolado com marcas bem mais altas que os últimos dias. Também o período da tarde nesta terça-feira terá uma elevação da temperatura com máximas agradáveis.  

0
 
 
   
Estado tem 17º dia do ano com mínima abaixo de zero: -3,1ºC
Por: Julho, 27-07-2014 | 15:21 | Categoria:
 
 
 
 
 

O Rio Grande do Sul teve neste domingo o 3º dia seguido com mínimas negativas e o 17º do ano em que a temperatura caiu abaixo de zero aqui no Estado. A menor marca deste fim de semana foi a de 3,8ºC negativos em São José dos Ausentes, no sábado, mas inferior aos 5,4ºC abaixo de zero anotados na mesmoa cidade em 19 de junho. Geou neste domigo em quase todo o Estado e até na costa, no Chuí, que teve 0ºC. Em alguns pontos da Grande Porto Alegre houve geada moderada a forte.


O sol mais uma vez predomina no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira, consequência da massa de ar seco que continua a influenciar o Estado. Nuvens, contudo, devem aparecer no céu em diversas regiões durante o dia. O centro de alta pressão significativo de 1038 hPa estará sobre o Atlântico, o que aumentar a chance de nevoeiro isolado ao amanhecer. O começo do dia é frio, mas as mínimas estarão mais altas que no fim de semana. Não se pode afastar ainda o registro de marcas negativas em baixadas da Serra e Aparados. Pode gear em grande número de cidades. O ar polar começa a enfraquecer e a tarde será agradável com máximas ao redor de 20ºC em Porto Alegre e perto desta marca na maior parte do interior gaúcho.

0
 
 
   
Rio Grande do Sul amanhece com 3,8ºC abaixo de zero e geada
Por: Julho, 26-07-2014 | 10:35 | Categoria:
 
 
 
 
 

O Rio Grande do Sul teve neste sábado uma das madrugadas mais frias até agora em 2014 com marcas abaixo de zero na Serra, Aparados, Planalto, Noroeste e na fronteira com o Uruguai. É o 16º dia do ano com anotação de mínimas negativas no Estado. Geou na maioria dos municipios e com forte intensidade em muitos. E não apenas na Serra. Pelotas, quase ao nível do mar, teve forte ocorrência do fenômeno. Apesar do gelo desta madrugada, a menor mínima do ano ainda é de 5,4ºC negativos em São José dos Ausentes no dia 19/6, no final do outono. Em Santa Catarina, onde ontem nevou, este sábado também começou gélido com 3,8ºC negativos em Urupema e 3,4ºC abaixo de zero em São Joaquim e Bom Jardim da Serra.


A tarde deste sábado é fria no Rio Grande do Sul com marcas de 12ºC a 15ºC na maioria das cidades. Esfria acentuadamente ao entardecer e a noite de hoje será muito fria. O sol predomina durante o domingo, resultado da massa de ar seco e frio de origem polar que cobre o Estado, mas nuvens aparecem no céu em diversas regiões. A madrugada será novamente gélida no território gaúcho com marcas abaixo de 5ºC em quase todos os municípios gaúchos e, novamente, perto de 0ºC ou negativas na maior parte das cidades do Estado. Mais uma vez são esperadas mínimas negativas generalizadas nos Aparados. Algumas cidades terão hoje mínimas até menores que as de hoje.  Porto Alegre deve ter entre 3ºC e 5ºC nas zonas Sul e Leste enquanto a região metropolitana pode registrar entre 1ºC e 3ºC em alguns pontos. A geada será ampla e se prevê para a esmagadora maioria das localidades, até em partes da Capital. A tarde será amena com máximas mais altas que as de hoje.  

0
 
 
   
Retrato clássico do inverno: frio intenso, geada, neve e ressaca do mar
Por: Julho, 26-07-2014 | 00:33 | Categoria:
 
 
 
 
 

Muita gente clamava por inverno “de verdade’, apesar de já ter feito mais de 5ºC abaixo de zero em São José dos Ausentes no final do outono. Não se pode discutir, entretanto, que as últimas horas foram clássicas de inverno com frio rigoroso, neve, geada e ressaca forte do mar. O Rio Grande do Sul teve na sexta o 15ºC dia do ano com registro de marcas abaixo de zero com mínimas na madrugada de 0,7ºC negativo em Quaraí e de 0,1ºC negativo em Livramento. No Planalto Sul Catarinense, a neve caiu pela primeira vez no ano no Brasil com registro do fenômeno no Morro das Antenas (Urupema), Morro da Igreja (Urubici/Bom Jardim da Serra) e em pontos do interior de Bom Jardim da Serra. Exatamente a área onde a MetSul havia indicado em seus boletins que poderia nevar, já que pela intensidade do frio em altitude as cotas de neve seriam altas, não permitindo o fenômeno na Serra Gaúcha. O fotógrafo  Luiz Rafael Vasconcelos dormiu no Morro das Antenas para registrar o fenômeno e foi agraciado pelos primeiros flocos brancos de 2014 em nosso país (fotos abaixo da Prefeitura de Urupema).


Outro clássico do inverno é a agitação marítima quando do ingresso de fortes massas de ar polar, como a que agora atua na região Sul do Brasil. A sexta-feira foi de ressaca no mar no Litoral Norte do Rio Grande do Sul com ondas de até dois metros nas praias. As ondas estouravam contra os pilares da plataforma de Atlântida (foto abaixo de Marcelo Nitschke). Até o meio da tarde, o vento soprou com rajadas continuas de 40 km/h em Tramandaí e a temperatura não superou 13,5ºC no balneário.


A MetSul Meteorologia antecipa que este fim de semana será gelado no Rio Grande do Sul, Sul do Brasil e até em parte do Centro-Oeste. As madrugadas de sábado e domingo no Estado terão frio com intensidade ainda não vista neste ano na maior parte do Estado. A maioria dos municípios gaúchos, assim, terá suas mínimas mais baixas até agora em 2014. A perspectiva neste sábado e amanhã é de mínimas ao redor de 0ºC ou negativas na maioria das cidades do Rio Grande do Sul. Na Grande Porto Alegre deve fazer entre 0ºC e 2ºC. Nas áreas mais distantes do Centro, na Capital, os termômetros tendem a acusar entre 2ºC e 4ºC. Diante de tanto frio com céu limpo e ar seco, a geada será generalizada no Estado e deverá se formar até em pontos da área urbana de Porto Alegre e até de forma isolada no litoral, sobretudo na parte mais ao Sul. A tarde deste sábado é fria, mas como o ar polar começará a perder força amanhã, a tarde deste domingo tende a ser com marcas mais amenas.  

0
 
 
   
Dezenas de mortos em acidente aéreo em meio a tufão em Taiwan
Por: Julho, 23-07-2014 | 11:02 | Categoria:
 
 
 
 
 

Um avião da empresa aérea regional taiwanesa TransAsia caiu e explodiu agora há pouco ao fazer uma tentativa de pouso de emergência na cidade de Magong, nas ilhas de Penghu, entre Taiwan e a China. Segundo as primeiras informações da imprensa de Taipei, o acidente teria deixado pelo menos 51 mortos. A aeronave, modelo ATR-72, levava a bordo 54 passageiros e 4 tripulantes. incluindo 4 crianças, e se chocou contra prédios. Este tipo de aeronave voa em altitudes menores e está mais sujeito a mau tempo em rota. A primeira tentativa de pouso não teria sido exitosa, conforme a imprensa.


As condições meteorológicas eram extremamente desfavoráveis na região por conta de um tufão de nome Matmo que afetava Taiwan e a China. Imagem de satélite (Wunderground) mostrava nuvens extremamente carregadas na área do acidente associadas ao ciclone tropical. Mais elucidativo ainda eram as imagens de radar da Meteorologia de Taiwan que indicavam altos valores de refletividade, ou seja, instabilidade muito intensa sobre as Ilhas Penghu. Não há metar (boletins do tempo) do aeroporto local na rede internacional, mas as condições na área certamente eram de chuva intensa e significativo vento. Os volumes de chuva em 24 horas em Penghu apenas entre ontem e hoje chegaram a 255 mm com vento perto de 100 km/h.


O tufão Matmo alcançou hoje a província de Fujian, no Leste da China, após provocar chuva extrema e vento intenso em Taiwan. O tufão, o 10º tufão a afetar a China este ano, causou vento acima de 100 km/h na costa, especialmente na área de Fuqing, segundo o departamento de meteorologia local. O ciclone move-se agora na direção Noroeste. A imprensa oficial em Pequim informou nesta manhã que perto de 300 mil pessoas foram evacuadas na China devido à intensa tormenta de vento.

0
 
 
   
Grande quantidade de raios marca começo de episódio de chuva forte
Por: Julho, 23-07-2014 | 08:45 | Categoria:
 
 
 
 
 

Há exatamente um ano, em 23 de julho de 2013, assistíamos pasmos os morros ao redor de Florianópolis amanhecendo com os picos cobertos de neve no que consideramos ser uma das mais impactantes e belas imagens meteorológicas já feitas até hoje no Brasil (reprodução abaixo da capa do Notícias do Dia de 24/07/2013). O Sul do Brasil tinha tido uma noite e madrugada com muita neve em cerca de 150 cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Paraná com grande aumulação. Em algumas cidades catarinenses e paranaenses foi a maior nevada desde 1965. Curitiba teve pela primeira vez desde 1975. Foi tanta neve em alguns pontos que rodovias chegaram a ser bloqueadas e até telhados desabaram devido ao peso da neve.


Hoje, 23 de julho de 2014, o dia começa com um cenário muito distinto devido ao deslocamento de uma frente fria com grande atividade. Sem frio, sem neve, mas com muita chuva e uma significativa quantidade de raios. O final da terça-feira e o começo desta quarta-feira tiveram enorme quantidade de descargas elétricas no Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre, os raios cortaram o céu durante toda a noite com fortes trovoadas em alguns momentos (fotografia abaixo de Fernando Mainar).


A chuva não só veio acompanhada de raios, mas também por queda localizada de granizo em várias cidades, mas sem relatos de danos até o momento. Porto Alegre teve rajadas de vento ao redor de 70 km/h no começo da noite de terça, antes do começo da chuva. A precipitação até 8h desta quarta-feira somou 20 mm em alguns bairros da Capital e 30 mm em Eldorado do Sul. No interior gaúcho, até o mesmo horário, os volumes em 24 horas nas estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia foram de 82 mm em Santa Maria, 60 mm em Santiago, 54 mm em Mostardas e ainda 51 mm em Camaquã.  

Porto Alegre - Guga Marques
Porto Alegre - Guga Marques
Porto Alegre - Fernando Mainar
Lajeado - Luca Lunardi
Porto Alegre - Rafael Marafon
Candelária - Misael Bandeira
Candelária - Misael Bandeira
Candelária - Misael Bandeira
Candelária - Misael Bandeira
Candelária - Misael Bandeira
Candelária - Misael Bandeira
Candelária - Misael Bandeira

A MetSul Meteorologia reitera seu alerta para chuva forte a intensa hoje e amanhã no Rio Grande do Sul com acumulados muito altos para apenas 48 horas em diversas cidades, inclusive Porto Alegre e região. Os volumes podem se aproximar da média do mês inteiro em algumas cidades, batendo em 100 mm ou ficando perto da marca. Com isso, a MetSul adverte para alagamentos e elevação rápida de níveis de arroios e córregos, mas não se espera repique da cheia do Rio Uruguai. Hoje, as condições são favoráveis para pancadas fortes na maioria das regiões gaúchas com muitas trovoadas e risco de granizo isolado. Amanhã, quinta, a instabilidade mais forte com chuva por vezes intensa vai se concentrar do Centro para o Norte do Estado, o que inclui Porto Alegre, com melhora do tempo a partir do Oeste e do Sul. A temperatura desaba amanhã com muito frio durante o dia e marcas abaixo de 10ºC à tarde em muitas cidades. A tarde e a noite da quinta serão muito frias na Capital. Na sexta, o sol deve predominar na maior parte do território gaúcho com frio mesmo à tarde. O fim de semana será ensolarado, porém gélido. As madrugadas terão geada ampla (forte na maioria dos municípios) com marcas ao redor de 0ºC ou negativas na maioria dos munícipios. Pode fazer até 2ºC aqui em Porto Alegre e 5ºC abaixo de zero nos Aparados da Serra.

0
 
 
   
Tempo começa a mudar no Rio Grande do Sul nesta terça-feira
Por: Julho, 21-07-2014 | 22:07 | Categoria:
 
 
 
 
 

Foi uma sequência de dias maravilhosos. Sábado, domingo e esta segunda-feira tiveram o predomínio do sol e céu claro em Porto Alegre e no interior (foto abaixo de Maurício Maciel de Porto Alegre). O tempo excelente e muito aproveitável com tardes amenas foi garantido por centro de alta pressão associado a massa de ar frio e seco que se instalou no Sul do Brasil.


O tempo aberto e seco dos últimos dias favoreceu ainda significativo resfriamento noturno com mínimas negativas no fim de semana e de 0ºC hoje. As mínimas no Estado nesta segunda foram de 0,1ºC em Canela, 1,5ºC em Vacaria, 2,5ºC em Bom Jesus e Cambará do Sul, 3,0ºC em Soledade, 3,7ºC em Santa Rosa e 4,0ºC na base aérea de Canoas. A MetSul registrou 5ºC hoje em sua estação do Parque Imperatriz em São Leopoldo. Porto Alegre teve 6,3ºC no Lami, no Extremo Sul da Capital. O frio trouxe geada que deu um espetáculo nos Aparados da Serra (fotos abaixo de Edevar Zorrer em São José dos Ausentes).


Nesta terça, porém, começa a mudança. O sol aparecerá com nuvens na maioria das regiões gaúchas nesta terça. O tempo se instabiliza já de manhã pelo Oeste, na região de Uruguaiana, e no decorrer do dia a chuva avança pela Metade Oeste e alcança pontos ainda do Centro e do Sul do Estado. Porto Alegre tem um dia de tempo bom. Apesar de não ser possível afastar chuva no fim do dia na Capital, a chuva é mais provável quarta. Não se repete o frio intenso dos últimos dias e a tarde é agradável em todo o Estado com máximas acima de 20ºC em muitas cidades e de até 25ºC em Porto Alegre. A MetSul alerta para o risco de granizo localizado nesta terça e na quarta no Estado. Não se afasta a possibilidade ainda de temporais isolados de vento forte. Alta probabilidade de chuva localmente forte a intensa quarta e quinta, inclusive em Porto Alegre. A temperatura vai despencar durante a quinta-feira com muito frio e o tempo melhora sexta no Rio Grande do Sul com ar seco e polar que será reforçado no fim de semana, quando são esperadas madrugadas gélidas e com geada generalizada no Estado.   

1
 
 
   
Semana no Rio Grande do Sul começa fria e terminará gelada
Por: Julho, 20-07-2014 | 20:43 | Categoria:
 
 
 
 
 

O fim de semana foi espetacular com predomínio do céu claro e sol em todas as regiões. Certamente, um dos mais bonitos deste inverno. As tardes no Estado foram agradáveis, especialmente a de hoje que teve máximas acima de 20ºC, entretanto as madrugadas foram frias. Ontem e hoje foram dias com mínimas abaixo de zero com o frio mais intenso na Metade Norte. Neste domingo, no 14º dia de 2014 de mínimas negativas no Rio Grande do Sul, o Estado teve 1,5ºC negativo em Bom Jesus.


O frio mais rigoroso do ano chega no final desta semana. Na quinta-feira, uma massa de ar polar forte cobre o Estado e derrubará a temperatura, dando início a uma sequência de dias gelados. No próximo fim de semana se espera um reforço de ar polar, trazendo a temperatura ainda mais para baixo e marcas negativas em muitas cidades. Antes, contudo, terá chuva. Nesta segunda, o dia tem o predomínio do sol no Estado. Na terça, o sol aparece com nuvens e temperatura alta à tarde, porém chove até o fim do dia em diversas regiões, sobretudo nas Metades Sul e Oeste. Quarta-feira será um dia de chuva generalizada com alerta que pode ser forte em muitos locais, mas o sol pode aparecer em parte do dia em pontos da Metade Norte. Já na quinta, o tempo melhora no Sul e no Oeste, mas do Centro para o Norte do Estado vai ainda chover e, inclusive, localmente forte. Porto Alegre, assim, terá chuva que pode ser forte quarta e quinta. Na sexta, o sol predominará no Estado.

1
 
 
   
Mau tempo pode ter levado avião para zona do desastre na Ucrânia
Por: Julho, 20-07-2014 | 01:49 | Categoria:
 
 
 
 
 

Tempestades podem ter ajudado na cadeia de eventos desastrosos a selar o destino do Boeing 777 da empresa Malaysia Airlines com 298 pessoas, provavelmente abatido por um míssil terra-ar a Leste de Donetsk, perto da fronteira da Rússia com a Ucrânia, na quinta-feira. A aeronave fazia rota cerca de 300 a 400 quilômetros ao Norte da percorrida pelo mesmo voo nos dez dias anteriores, conforme dados de sites de tráfego aéreo. Ora, por que o piloto da empresa malaia optou por rota tão ao Norte que colocou a aeronave numa zona de alto risco e diferente da inicial prevista no plano de voo aprovado na Holanda ?

Há várias alternativas para a trajetória ao Norte, mas a mais provável é de uma grande simplicidade em aviação. A tripulação do voo MH17 teria optado por desviar de mau tempo. As imagens de satélite e de sensores de raios coletadas pela MetSul Meteorologia das três horas anteriores ao desastre  mostravam temporais ao Sul e ao Norte da região de Donetsk É possível, assim, que em razão da segurança do voo, o piloto tenha optado por desviar de tempestades sem imaginar que estava entrando numa área sem risco meteorológico, mas conflagrada e com ameaça muito pior em solo. Observe nas ilustrações abaixo a rota do MH17 (linha em vermelho) no dia do desastre e a percorrida pelo mesmo voo nos dias anteriores. Atente ainda na imagem inferior para a incidência de raios sobre o Sul da Ucrânia, onde o voo havia passado nos outros dias. 


A rota decidida pelo piloto do MH17 era legítima, legal e dentro dos regulamentos. Algumas empresas aéreas, como a australiana Qantas, tinham decidido por conta há semanas não sobrevoar esta região onde ocorreu o desastre, mas inexistiam restrições para aquele nível de voo na aerovia. Quando ocorreu a tragédia, o MH17 estava a 33 mil pés de altitude (FL330). Havia proibição de voos comerciais por parte do controle de tráfego ucraniano até 32 mil pés (FL320) a partir de um NOTAM (Notice to Airmen) emitido em 14 de julho. Logo após o desastre que se deu a proibição com altitude ilimitada (UNL).


Pode se questionar a decisão das autoridades de Kiev de terem liberado voos se sabendo que mísseis terra-ar operados na região poderiam atingir altitudes muito superiores as que eram permitidas, mas não a do piloto que voava dentro de altitude autorizada pelo controle local e sem restrição do órgão regulador internacional. Tanto que no mesmo dia aviões de outras empresas aéreas sobrevoaram a mesma área. No dia anterior ao desastre, cerca de 400 voos comerciais cruzaram o Leste da Ucrânia, sendo 150 voos internacionais. A Eurocontrol destacou que na véspera 75 diferentes empresas voaram a mesma rota do MH17. Na hora da tragédia, o Singapore Airlines SQ351 (B777) e o Air India AI113 (B787) estavam bem próximos do MH17.


Solicitar alterações de rota por mau tempo é comum. Pilotos tendem a evitar mau tempo. Em 1977, avião da Southern Airways sofreu acidente com 72 mortos ao perder os dois motores ao passar por uma tempestade de granizo. Recentemente, em 2009, o voo 447 da Air France entre o Rio de Janeiro e Paris caiu após passar por tempestade. Os tubos pitot que indicam a velocidade do avião falharam com o gelo, o que levou a uma série de erros da tripulação e à queda do avião com 228 mortos. Semelhante ao que ocorreu com o Austral 2553 que caiu no Uruguai ao enfrentar temporais, com 74 mortos em 1997.

0
 
 
 
Siga-nos
GIF Games -
300x250
160x600_22a28jan_POA_GRU
ARQUIVOS
GIF 300x250 - Chuteiras
CATEGORIAS
 
Virtuacomm, criando a certeza de um bom negócio.